Games Fox

Happy Winter
 
InícioFAQBuscarRegistrar-seMembrosGruposLogin

Compartilhe | 
 

 Resident Evil: Caça ao Wesker

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
-=TikInsa6=-
Moderador
Moderador


Número de Mensagens : 592
Idade : 23
Localisation : S.B.C SP
Data de inscrição : 13/07/2007

MensagemAssunto: Resident Evil: Caça ao Wesker   Qui Ago 23, 2007 8:39 pm


Cap. 1- Quatro Anos Depois...

Se passou quatro anos desde que Ada morreu. Os seus restos foram enterrados no cemitério central de Bright City. A cada três meses, Leon visitava o túmulo de sua amada.

Leon- Ada... Sinto tanto sua falta. A cada dia que passa, eu sinto um vazio no meu coração. Como eu gostaria que você estivesse viva... Estou procurando pistas há quatro anos para tentar encontrar Wesker e fazê-lo pagar pelo que fez, mas não consigo nenhum resultado. Estou até desistindo de encontrá-lo.

Enquanto Leon “conversava”, Ashley procurava por algo que pudesse ser uma pista para encontrar Wesker.

Andy- Ashley, encontrei um homem que possui as mesmas características do Wesker.

Ashley- Deixe me ver...



Ela observa bastante, mas percebe que o homem não é Wesker.

Ashley- Não. Infelizmente não é ele. Aquele desgraçado não iria aparecer assim tão facilmente, sabendo que nós estamos atrás dele.

Andy- Algumas vezes eu agradeço por nunca tê-lo conhecido. Você fala de um jeito que me dá um calafrio...

Ashley- É bom mesmo você agradecer. Ele age de um jeito que nem parece ter coração. Ele faz de tudo para nos complicar. Transforma melhores amigos em grandes inimigos. Mas quando nós o encontrarmos, ele irá pagar por toda a maldade que ele fez.

Andy- Uma coisa eu posso garantir... Ele nunca irá me deixar contra você. Meu amor por você nunca será comprado.

Ashley- Obrigada. Mas agora não é hora de namorar. Precisamos encontrar algo que possa nos levar até Wesker.

Andy- Sim senhora! Mas... Vai fazer alguma coisa depois do trabalho?

Ashley- Andy! Eu preciso falar novamente?

Andy- Tá bom! Já parei.



O escritório dos dois estava em completo silêncio. Até que Leon abre a porta com força e quase cai. Ashley vai ajudá-lo e vê que Leon está com uma garrafa de cerveja.

Ashley- Leon! Bebendo de novo?!

Leon- Ahn?!

Ashley- Você... Andou... Bebendo... De novo?

Leon- Vendendo?! Desde quando eu vendo coisas?

Ashley- Ai! Esquece... Andy, me ajuda aqui.

Andy- Tá bom.

Os dois ajudam Leon a se sentar. Ashley pega a garrafa que já estava vazia e deixa ao lado de umas dezoito garrafas vazias.



Andy- Coitado. Ele está piorando cada vez mais...

Ashley- Graças ao Wesker que matou Ada no dia do casamento deles.

Andy- Como?! Quem é Ada?

Ashley- Ada era uma mulher que “trabalhava” para Wesker, mas como ele descobriu de algum modo que ela estava fingindo, ele a matou no dia do casamento dela com Leon. Se passaram quatro anos e aqui estamos nós, tentando achar Wesker...

Leon- Aquele desgraçado... Ele vai pagar.

Ashley- É, mas se você continuar bebendo desse jeito, você não conseguirá nem chegar perto dele.

Leon- Eu bebo pra diminuir o meu sofrimento.

Ashley- Você diminui o SEU sofrimento, mas quando você bebe, faz o NOSSO aumentar cada vez mais.

Leon- Se eu sou um incômodo, eu vou procurar por Wesker sozinho...

Ashley- Você não é um incômodo. Mas nós estamos preocupados com você. Você está se destruindo com a bebida.

Leon- Fazer o que... Eu não tenho mais nada de importante nesse mundo. Se eu morrer, morri. Vai ser até um alívio para todos.

Ashley- Não diga isso! Para mim, você é até mais importante que o Andy!

Andy- Ei!



Enquanto Ashley tentava consolar Leon, Andy continuava a procurar algum paradeiro de Wesker. Até que ele encontra algo. Uma informação sobre certa inauguração de uma farmácia mundial.

Andy- Ei gente! Olha só, amanhã haverá uma inauguração de uma nova farmácia. Adivinhem o nome da empresa?

Ashley- Não sei no que essa inauguração pode ser importante...

Andy- O nome da empresa é Sewerk Corp. Se formos analisar, podemos ver que quando você muda as posições das letras, podemos ler WESKER.

Ashley- É... Mas também pode ser coincidência.

Andy- Não custa nada assistir a inauguração. Talvez nós encontremos alguma pista. E outro motivo para irmos investigar é que nos poucos dados que temos, encontramos uma informação na qual diz que ele quer construir uma “nova Umbrella”.

Ashley- Isso é verdade. Bom, que horas e que lugar será essa inauguração?

Andy- Será na praça principal de Bright City, ás 09:45.

Ashley- Está bem. Por segurança, ficaremos em um local escondido.

Leon chega sem fazer nenhum barulho e diz:

-Tô achando que é algum plano do Wesker...

Ashley- Aaaaahh!

Andy- Ai meu ouvido!

Ashley- Leon você me assustou.

Leon- Desculpa. Não foi a intenção.

Ashley- Tudo bem... Quer que eu te leve pra casa? Você não aparenta estar com nenhuma chance de dirigir.

Leon- Boa idéia. Você pode fazer esse favor para mim?

Ashley- Claro! Andy, você quer que eu te leve também?

Andy- Não precisa. Eu fiquei surdo de um lado, mas minha visão ta ótima!

Ashley- ¬_¬’... Vamos Leon! Não quero deixar um certo alguém completamente surdo, mas que eu to com uma vontade de espancar essa certa pessoa, ah se eu tô!

Andy- Tava brincando. Se acalma!

Leon- Tá... Chega de conversa... Quero ir para casa... Tô com um sono...

Ashley- Desculpa. Vamos então...



No dia seguinte, todos estão na praça principal de Bright City. Mas quando Leon olha para o inaugurador, ele vê alguém que conhece ao lado do Prefeito...

_________________



Última edição por -=TikInsa6=- em Qui Maio 08, 2008 9:00 pm, editado 5 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tik6.deviantart.com/
-=TikInsa6=-
Moderador
Moderador


Número de Mensagens : 592
Idade : 23
Localisation : S.B.C SP
Data de inscrição : 13/07/2007

MensagemAssunto: Re: Resident Evil: Caça ao Wesker   Qua Set 12, 2007 7:01 pm

Cap. 2 – Por Que Ada? Por Que Está Contra Nós?!



Leon- A.. A.. Ada?! Não pode ser! Ela morreu nos meus braços.

Ashley- Leon? Você esta bem?

Leon- Ali! Do lado do Prefeito! Você não reconhece?

Ashley olha e vê uma mulher usando equipamentos de agentes especiais. Quando Ashley vê sua face...

Ashley- Eu não acredito no que estou vendo. Ada morreu! Eu a vi morrendo. O funeral... Tudo!

Leon- Você não é a única Ashley.

Andy- Uh... Do que vocês estão falando? Tô boiando...

Ashley- Andy, tá vendo aquela mulher com equipamentos ao lado do prefeito?

Andy- Sim. O que é que tem?

Ashley- É a Ada.

Andy- Mas... Você não disse que ela faleceu no dia do casamento dela?

Ashley- Sim. Eu a vi morrendo na minha frente. Não sei como está viva.



Depois da inauguração, Ada vai para um beco sem saída. Ashley a segue.

Quando Ashley entra no beco, vê Ada parada. Como se estivesse esperando alguém.

Ashley- Ada? É você?

Ada- O que você quer? Por que me seguiu?

Ashley- Ada! É meio óbvio eu ter te seguido. Eu preciso de explicações. Eu vi você morrer...

Ada- Eu morri? Você está louca garota?

Ashley- Como? Ada! Você se esqueceu?



Enquanto Ashley dialogava com Ada, alguém chega silenciosamente por trás de Ashley e se prepara para atirar.

Wesker- Olha quem está aqui. Sherry!

Ashley- Não me chame de Sherry. Esqueceu que agora eu sou Ashley?

Wesker- Como quiser. Qual seu último desejo?

Ashley- Eu quero que você pague por todo o mal que fez.

Wesker dá uma risada e empurra Ashley na direção de Ada, fazendo ela cair.



Então Wesker se prepara. Quando ia atirar, Leon dá uma voadora e derruba Wesker. Leon então pega uma pistola e mira em Wesker.

Leon- Agora você vai pagar pelo que fez á mim, Ashley, Ada e outros que sofreram por sua culpa.

Ada- Espere um pouco. Tem certeza que vai fazer isso?

Leon se vira para Ada e vê que ela está segurando Ashley e estava com uma faca no pescoço da jovem policial que havia se formado á pouco tempo.

Ada- Se você matá-lo, eu mato ela. O que você escolhe?

Leon- Ada! Você não faria isso.

Ada- Duvida?

Leon- Por que Ada? Por que você está fazendo isso?

Ada- Você não é ninguém para eu dar satisfações.

Wesker- Ada... Na verdade ele é alguém sim. Pelo menos era.

Ada- Como assim?

Wesker- Você ia se casar com ele. Mas no dia do casamento, ele atirou em você. Se não fosse por mim, você teria morrido.

Leon- Como mente! Eu a amava! Foi você que atirou! Ela tinha morrido. Como você explica isso?

Ada- Vocês estão me deixando confusa.

Wesker- Ada, lembre-se do que eu te falei. Eu sou a única pessoa que você pode confiar. Acredite em mim.

Leon- Não! Ele está mentindo Ada. Não acredite nele.

Ada então começa a lembrar de alguns momentos.



-=Flashback=-

Leon- De jeito nenhum! Eu não vou te perder novamente!

...



Ada- John! Por favor! Diga-me que não é verdade!

...



Jim- Ada! Por favor! Reconsidere! Eu posse te dar algo em troca da minha vida!

Ada- Nada pode ser dado em troca de um amigo...

...



Ashley- Pensei que nunca me convidariam!

...



Wesker- Isso é para que você nunca mais me subestime.

**Barulho de um tiro**

...



Leon- Ada! Não morra, por favor.

...



Ada- Que você nunca procure por ele... Eu te am...



-=Fim do Flashback=-



Ada- Meu casamento? Minha morte? Wesker! Você tentou me matar?

Wesker*Pensando*- Será que ela está lembrando? Pensei ter removido todas as lembranças dela...

Wesker- É claro que n...

Leon- É verdade Ada! Acredite em mim.

Ada sente uma grande dor na cabeça.

Ada- Parem os dois! Se algum de vocês falarem alguma coisa, eu mato ela e depois mato os dois!

Leon- Ada...

Ada- Quieto! Wesker, saia daqui. Se o loirinho tentar alguma coisa em mato a garota.

Wesker- Obrigado. Com sua licença...

Wesker pega seu carro e vai embora.

Depois de Wesker ter ido embora, Ada pega uma pistola com silenciador.



Ada- Se você tentar alguma coisa, eu mato ela. Entendeu?

Leon- Por favor Ada, tente se lembrar.

Ada não dá ouvidos. Ela pega sua Grapple Gun e atira em um prédio de mais ou menos quatro andares.

Quando já está no topo do prédio, Ada olha pra baixo e vê Ashley correndo em direção á Leon.

Ada*Pensando*- Será que aquele homem estava falando a verdade? Será que Wesker está mentindo para mim? Será que ele é meu marido? Tantas coisas que eu gostaria de descobrir... Enquanto eu não descubro é melhor eu continuar obedecendo Wesker. Ele é o único que posso confiar por enquanto.

Após refletir, Ada entra num helicóptero que estava em cima do prédio e vai para o esconderijo de Wesker.



Enquanto isso, lá embaixo...

Ashley- Será que Ada não se lembra de nada? Ou está fingindo trabalhar para Wesker novamente?

Leon- Não sei... Além de Wesker, agora terei que me preocupar com Ada.

Ashley- Cadê o Andy?

Leon- Eu deixei ele no carro. Vamos embora. Não tem mais nada para fazer aqui.

Ashley- Você está certo. Vamos...

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tik6.deviantart.com/
-=TikInsa6=-
Moderador
Moderador


Número de Mensagens : 592
Idade : 23
Localisation : S.B.C SP
Data de inscrição : 13/07/2007

MensagemAssunto: Re: Resident Evil: Caça ao Wesker   Qui Set 27, 2007 6:12 pm

Cap. 3 – Você Teria Coragem de Me Matar?



-=Flashback=-

Ada- Só falta você me falar que ele vai cair.

John- E vai cair mesmo se continuar assim!

...



John- Pule agora! Irei logo em seguida.

...



-=Fim do Flashback=-


Ada*Pensando*- O que está acontecendo comigo? Ai que dor de cabeça.





No esconderijo de Wesker...



Wesker*Pensando*- Se a Ada se lembrar, vai ser o meu fim... Depois de espalhar um novo vírus que é o T-Vírus misturado com Las Plagas, ela não será mais útil para mim... Assim, me livrarei dela. Mas... Se eu estiver com ela, duvido que Leon vá me atacar. Ele ainda deve amá-la.



Enquanto Wesker pensava, Ada havia chegado em seu esconderijo. Depois de Ada identificar-se, ela foi conversar com Wesker.

Ada- Wesker, está ocupado?

Wesker- Claro que não. O que foi?

Ada- Eu não sei o porquê de eu sentir dores de cabeça e ver alguns momentos que parecem ter acontecido de verdade. Você sabe me dizer o que seria isso?

Wesker*Pensando*- Essa é minha chance de limpar as lembranças dela novamente.

Wesker- Vou dar uma olhada. Siga-me.

Wesker digita uma senha e uma sala secreta se abre. A sala aparentava ser um laboratório ou coisa do gênero.

Wesker- Vou aplicar uma anestesia. Logo você dormirá.



Duas horas depois, Wesker removeu ou pensou ter removido todas as lembranças de Ada.

Wesker- Vamos fazer um teste... Ada, olhe para esta foto. Você reconhece esta pessoa?

Ada- É um pouco familiar. Mas acho que é só minha impressão.

Wesker- Ótimo.

Ada*pensando*- Por que ele quer que esqueça esse homem que dizem ser meu marido? Será que é verdade? Por segurança é melhor eu fingir que não o conheço.



Ada- Wesker, posso dar uma volta ou você pedirá alguma coisa?

Wesker- Não, pode ir.

Ada- Obrigada... Até mais.

Wesker- Até.



Ada vai até o distrito policial de Bright City e procura alguma informação sobre Leon.

Ela encontra um arquivo com seu endereço. Ela faz uma cópia do endereço e vai em direção á casa de Leon.



Chegando lá, ela entra pela janela que estava aberta. Já dentro da casa, Ada encontra Leon dormindo. Ao lado, muitas latas de cerveja. Ela se aproxima de Leon e fica observando ele por um tempo.

Ada*Pensando*- Ele parece tão calmo...

Leon- Ada... Por que?

Por segurança, ela se afasta um pouco. Mas Leon continuou a dormir.

Ada*Pensando*- Ele está sonhando comigo?

Ashley- Mãos ao alto!

Ada se vira e vê Ashley apontando uma arma para ela.

Ashley- O que você quer?

Ada- Respostas.



Ashley- Me dê suas armas.

Ada entrega sua pistola e uma granada.

Ashley- A faca.

Depois de entregar a faca, Ada e Ashley vão para a sala e se sentam.

Ashley- Respostas do que você quer?

Ada- Várias coisas... Começando por: Eu me casei com Leon?

Ashley- Não. Quando a cerimônia ia acabar, Wesker apareceu e atirou em você. Pensamos que você havia morrido. Até te enterramos. A questão é: Como você está viva?

Ada- Eu mesma não sei. Perguntei para Wesker algumas coisas, mas como sempre, ele mudou de assunto.

Ashley- Hunf... Cachorro.

Ada- Continuando. Você acha que Leon teria coragem de me matar?

Ashley- É claro que não. Depois que você “morreu”, ele começou a beber, ficou um pouco depressivo. Acredito que ele ainda te ama.



Leon acorda e silenciosamente vai para a sala. Quando ele chega, vê Ada e Ashley conversando.

Leon- Ada? O que está fazendo aqui?

Ada se levanta um pouco assustada.

Leon- O que você quer? Veio me matar? Sai daqui agora!

Ashley- Leon, cala a boca! Ela quer explicações depois de você e o Wesker confundirem a cabeça dela.

Ada- Você ainda acha que ele me ama? Se ele me ama e me trata desse jeito, imagina se me odiasse. Vou embora. Pode devolver minhas armas?

Ashley- Espere um pouco.

Enquanto Ashley vai buscar as coisas de Ada, Leon olha para ela fixamente. Como se tivesse algum ressentimento. Ao contrário dele, Ada desvia o olhar.

Ashley- Aqui está. Se quiser saber algo sobre Wesker, procure alguns arquivos sobre ele e a Corporação Umbrella.

Ada- Obrigada.







Depois de ter sido “expulsa” da casa, Ada volta para a base do Wesker.

Wesker- Aonde você foi?

Ada- Eu já te disse. Fui dar uma volta. Ficar aqui toda hora me cansa.

Wesker- Você nunca gostou de ficar apenas em um lugar...

Ada- Se você sabe, por que ainda pergunta por onde estive?

Wesker- Só curiosidade... Eu me preocupo com você.

Ada- Percebi. Pode ficar tranqüilo, eu não vou fugir.

Wesker- Não é questão de você fugir, é que numa dessas Leon pode aparecer e tentar te matar de novo.

Ada- É por isso que eu sempre carrego armas.

Wesker- Continue assim. Um pouco de precaução é sempre bom.

Ada- Verdade. Então, tem algo para eu fazer?

Wesker- Não.

Ada- Ok... Acho que vou dar uma cochilada. Estou um pouco cansada.

Wesker- Vai lá.



Ada estava quase pegando no sono até que...

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tik6.deviantart.com/
-=TikInsa6=-
Moderador
Moderador


Número de Mensagens : 592
Idade : 23
Localisation : S.B.C SP
Data de inscrição : 13/07/2007

MensagemAssunto: Re: Resident Evil: Caça ao Wesker   Ter Out 02, 2007 9:44 pm

Cap. 4 – Mate Ele!



Wesker- Ada, Acorde!

Ada- O que? O que está acontecendo?

Wesker- Leon passou pela segurança e está vindo para cá. Acho que ele veio atrás de você de novo.

Ada- Pode deixar comigo. Eu vou atrás dele.

Wesker- Não! Ele é mais forte do que você imagina. Venha comigo.

Ada- EU VOU SOZINHA! Entendeu?

Wesker- Ada...

Ada- Eu tenho que dizer novamente?

Wesker- Não.

Ada- Ótimo. É melhor você sair daqui antes que ele chegue.



Quando Wesker ia abrir a porta, Leon dá uma voadora na porta e derruba Wesker. Ada já estava com as armas e mira no coração de Leon.

Wesker- Vai Ada. Atira logo, antes que ele tente alguma coisa.

Ada finge que não ouve e dá um pequeno sorriso.

Ada- Veio mais cedo do que imaginei.

Leon fica com uma cara de “como?” “hein?!”



Ada se vira, chega perto de Wesker e mira nele.

Wesker- O que você está fazendo? O inimigo é ele.

Ada- Me explique uma coisa. Por que você quer que eu o esqueça?

Wesker- Como é que...

Ada- Eu pesquisei alguns arquivos sobre você. Adivinhe o que eu achei?

Wesker- Do que você está falando? Ada, você enlouqueceu?

Ada- Não. Eu estou perfeitamente bem. O arquivo que eu achei tinha um titulo assim: “Mulher é assassinada no meio da cerimônia de casamento.” Quem será essa mulher? Aqui descrevem a mulher como oriental, alta, cabelos curtos e pretos. Oh! Olha só o que mais tem aqui: “Seu noivo, o policial Leon S. Kennedy, havia voltado de uma missão na qual tinha que resgatar a filha do presidente, Ashley Graham.” Você pode me dizer que mulher é essa?

Wesker fica sem palavras.

Ada- Se duvida, aqui está uma cópia do arquivo.

Ela joga com raiva os papéis na cara de Wesker.



Ada- Vamos embora Leon.

Wesker- Antes de ir, me responda uma coisa.

Ada- Diga.

Wesker- Como você descobriu a verdade?

Ada- Uma garota bem madura e corajosa disse para eu pesquisar algo sobre você se eu quisesse saber a verdade.

Wesker- Quer dizer que Ashley mudou tanto assim?

Ada- Não tenha dúvidas.

Wesker*Pensando*- Ela vai pagar.



Depois de responder, Ada e Leon saem da base. Lá fora Ashley e Andy estavam esperando pelos dois.

Mas quando Ashley abriu a porta, Wesker aparece com um helicóptero e mira nela. Andy é mais rápido e se joga em cima dela. O tiro do rifle não atinge Andy por alguns milésimos de segundos.

Wesker vê que errou, então foge para outro lugar.

Andy- Covarde! Por que não nos enfrenta de frente?

Ashley- Andy, muito obrigada. Te devo uma.

Andy- O seu amor já compensa tudo.

Os dois trocam olhares até que Leon os interrompe.

Leon- Erm... Uh... Desculpa ser estraga prazeres, mas é melhor a gente ir embora antes que algo pior aconteça, certo?

Andy- Desculpa. Não sei o que deu em mim

Ashley*Pensando*- Pelo menos admite que é um estraga prazeres. Eu nunca fiz isso com ele. Ou fiz? Será?! Ah! Deixa pra lá.



Já estava anoitecendo quando eles chegam a uma mansão. Havia guardas em todos os cantos. Ela aparentava ser segura.

Quando entram, Ashley mostra todos os cômodos da mansão. No fim, ela mostra o quarto que Ada ficaria. Era bem grande, luxuoso e dava para ver a praia da janela.

Ashley- Bom... Aqui é o seu quarto. Tem uma bela vista da praia.

Ada- Muito obrigada.

Ashley- Tudo o que você fez por mim antes não se compara com isso.

Ada- Eu gostaria muito de lembrar.



Enquanto tudo parecia estar mais calmo, Wesker já planejava sua vingança. Ele possuía um pequeno controle com um botão em sua mão.

Wesker*Pensando*- Foi bom Ada me servir. Mas acho que vou ter que usar algumas coisas que seriam os meus últimos recursos.

Wesker dá um sorriso malicioso e pega um telefone.

Wesker- Está chegando a hora. Você já sabe o que fazer. Certo?

*****- Sim senhor.

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tik6.deviantart.com/
-=TikInsa6=-
Moderador
Moderador


Número de Mensagens : 592
Idade : 23
Localisation : S.B.C SP
Data de inscrição : 13/07/2007

MensagemAssunto: Re: Resident Evil: Caça ao Wesker   Ter Out 09, 2007 1:34 pm

Cap. 5 – Feliz Aniversário.



Um novo dia estava nascendo. Todos dormiram bem, exceto Ada que teve um pesadelo.

Andy- O que foi Ada? Parece que não dormiu de noite.

Ada- Foi só um pesadelo. Nada mais.

Andy- Wesker?

Ada- Acertou. Ele e mais alguém estavam me perseguindo. Eles me levaram para um beco e o acompanhante de Wesker atirou em mim.

Andy- Quem seria esse acompanhante?

Ada- Eu não sei. Eu só vi um vulto. Eu não estou com um pressentimento muito bom...

Andy- Nossa. Tomara que o seu pesadelo não se torne real. Tem alguém aqui que não gostaria nem um pouco que isso acontecesse.



Todos olham para Leon. Percebendo que todos estavam olhando, Leon cora um pouco.

Leon- Cadê a minha cerveja?

Ashley- Desde cedo já vai querer beber. A Ada já está aqui. Você não precisa se distrair com bebidas.

Leon- Ashley, é melhor você ficar quietinha que ganha mais...

Ashley- A verdade dói não?

Leon- ò.ó

Ashley- Tá bom... Tô quieta! ^^’



Depois de tomarem o café da manhã, Andy convida Ashley para um breve passeio.

Andy- Quer ir aonde?

Ashley- Não sei... Que tal... Shopping?

Andy- Pode ser. Aproveito e compro um presente para Leon... O aniversário dele vai ser amanhã...

Ashley- É mesmo! Tinha esquecido desse detalhe. Vou pedir para Ada enrolar o Leon...



Ashley encontra Ada em seu quarto, ela parecia preocupada.

Ashley- Oi Ada... Pensando no que?

Ada- Oi. Estava pensando no que o Wesker pode fazer por vingança.

Ashley- Não se preocupe... Tem uma coisa que eu gostaria de te pedir.

Ada- Se estiver ao meu alcance.

Ashley- Que bom! Amanhã é o aniversário do Leon, daí eu e o Andy vamos fazer uma festa surpresa. Daí, você finge que não sabe de nada. Vai puxando assunto, etc. Pode fazer isso?

Ada- Vou tentar.

Ashley- Muito obrigada Ada. Já vamos comprar as coisas.

Ada- Está bem... Até mais.

Ashley- Até.



Já era umas 19:30 quando Andy e Ashley chegaram em casa.

Leon- Onde vocês foram?

Ashley- Bom... Nós fomos passear.

Leon- Só passear?

Ashley- É... Por que?

Leon- Ficaram mais de seis horas “passeando”.

Ashley- A gente foi no shopping. E como você sabe, eu me empolguei.

Leon- Duvido que foi você que pagou as coisas.

Ashley- Por isso que eu levei o Andy... ^^’

Andy- Interesseira.



No dia seguinte...



Ashley- Ada, preciso de outro favorzinho.

Ada- Diga.



Quinze minutos depois...

Ada- COMO?! Você está brincando né?!

Ashley- O que é que tem de mais? Vocês iam se casar certo?

Ada- Eu não me lembro de nada.

Ashley- Por favor, Ada! É só jogar um pouco de charme, dá um beijo na bochecha... Que o Leon vai ficar nas nuvens. É só pra distrair um pouco.

Ada- Não! Desculpe-me Ashley, mas eu não posso fazer isso.

Ashley- Pode sim. Vou te dar uma dica. O Leon ama quando mexem no cabelo dele. Daí é só improvisar.

Ada- Ai. Tá bom! Eu faço isso.

Ashley- Aeee! Obrigada de novo!

Ada- Já estou me arrependendo.



Depois de Ada se produzir, ela foi para a sala, onde Leon estava ouvindo musica. Ela chega silenciosamente e senta ao lado dele.

Leon- Que cheirinho bom. Vai sair?

Ada- Não. Você acha que eu só me arrumo quando vou sair?

Leon- Não sei...

Ada- Quero conversar um pouco. Tentar lembrar algo.

Ada*Pensando*- Como que eu fui me meter nisso?! >.<

Ada- Você pode me contar o que aconteceu alguns anos atrás? Um pouco antes de eu “morrer”?

Leon- É uma longa história.

Ada- Eu gosto de longas histórias.



Enquanto Leon contava, Ada mexia em seus cabelos, assim como Ashley havia dito.

...

Leon- E quando nós voltamos daquela ilha, fomos nos casar. No dia do casamento, Wesker apareceu e atirou em você.

Ada- Agora que eu vejo como Wesker preparou tudo. Fez eu esquecer todos os meus verdadeiros amigos.

Leon- Mas você ainda lembra como me agradar.

Ada- Como assim?

Leon- Eu gosto que fiquem mexendo no meu cabelo.

Ada dá uma risada e chega um pouco mais perto. Os dois já iam se beijar quando...



Ashley- FELIZ ANIVERSÁRIO!

Leon dá um pequeno pulo.

Leon- Ashley! Você me assustou.

Ashley- Ops... Interrompi algo importante?

Ada- Não. Imagina... Feliz aniversário Leon.

Leon- Obrigado... Vocês planejaram tudo?

Ada- Não. Eu soube que era seu aniversário agora.

Ada dá uma piscada pra Ashley que dá um pequeno sorriso.



Andy- Presente chegando...

Leon- Que presente?

Andy- Lembra que você tinha falado que queria um carro novo... Que o seu já tava velho demais...

Leon- Vocês levaram a sério?!

Andy- Sim. E foi a Ashley que comprou.

Leon- Mas ela...

Ashley- Eu menti... Uma mentira inofensiva.

Leon- Obrigado pessoal. Querem dar uma volta?

Todos aceitam o convite, eles primeiro vão ao zoológico, depois foram para o aquário de Bright City. Eles pareciam ter esquecido todos os problemas. Wesker, vírus, tudo. Só voltaram para casa quando eram duas horas da madrugada. Mas quando chegam, a felicidade vai embora por causa de uma carta...

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tik6.deviantart.com/
-=TikInsa6=-
Moderador
Moderador


Número de Mensagens : 592
Idade : 23
Localisation : S.B.C SP
Data de inscrição : 13/07/2007

MensagemAssunto: Re: Resident Evil: Caça ao Wesker   Sex Out 12, 2007 2:46 pm

Cap. 6 – Mais Cedo do Que Imaginam...



Andy- Leon, tem uma carta que o porteiro pediu que eu te entregasse.

Leon- Obrigado Andy. – Dizia Leon com um sorriso no rosto que logo iria embora.

Ashley- O que está escrito nessa carta?

Leon- É uma ameaça... Ela diz:

-“Vocês me pagarão. Bem mais cedo do que podem imaginar. Aproveite o carro enquanto ele está inteiro.”

Ada- Aquele desgraçado... Ashley, Peça aos guardas que procurem qualquer coisa estranha no carro de Leon. Peça para que chequem os freios, tudo.

Ashley- Ok!

Ada- Leon, procure não usar muito o seu carro. Wesker vai tentar algo contra você. Eu tenho certeza.

Leon- Vou tentar evitá-lo.



Duas horas depois, o carro havia sido inspecionado. Nada anormal foi encontrado.

Leon não havia usado o carro a semana inteira. Quando chegou o fim de semana, eles resolveram ir para a praia tentar ficar longe do stress, problemas... Leon e Ada foram no Mitsubishi Eclipse que era o presente que Leon havia ganhado. Ashley e Andy foram em um Dodge Viper. Os dois carros seguiram por caminhos diferentes.



No carro de Leon...

Leon- Ei! Se anima um pouco. Vamos se divertir daqui uma hora e meia.

Ada- Eu sei... É que eu estou preocupada com aquela ameaça.

Leon- Ameaça? Ah! Tinha esquecido daquela carta.

Ada- =.=“



Os dois ficaram sem assunto. Então Leon resolve ligar o rádio e coloca um Heavy Metal. Ada que estava um pouco preocupada, muda de estação e coloca uma mais calma. Leon na gosta muito e volta para o Heavy Metal. Ada percebe que aquilo não acabaria, pois nenhum dos dois desistiria. Ela resolve desligar o rádio e colocá-lo no porta-luvas.

Leon- Até no carro eu não posso ouvir musicas que eu gosto.

Ada- Se sente incomodado eu saio do carro e pego um taxi de volta pra casa.



Leon resolve provocar um pouco. Ele estaciona o carro e destranca as portas. Ada que estava um pouco alterada sai do carro. Leon anda á 10Km/h para acompanhar os passos de Ada. Ela se vira e vê um taxi chegando perto. Ela dá um sinal para o motorista parar. Ela espera o taxi parar de braços cruzados e encara Leon. Ela entra no taxi mas não diz onde ela gostaria de ir.

Leon fica um pouco nervoso e dá partida no carro, deixando as marcas dos pneus na estrada. Ada só observava de longe. Até que ela ouve um barulho. Desesperada, Ada sai do carro e dobra a esquina. Depois de ter visto a cena, seu coração parecia ter levado uma martelada. Ela via um Eclipse que se chocou com um caminhão. O carro havia capotado e bateu num poste. O carro estava totalmente deformado.



Quando ela olha para o motorista do caminhão, ela vê Wesker que desce do caminhão e começa a correr. Em instantes, ele desaparece.

Ada não sabia o que fazer. Socorria Leon ou ia atrás de Wesker? Ela resolveu ouvir o coração.

Chegando lá, ela vê o sangue escorrendo da testa de Leon, ele ficou inconsciente. Ada percebe que a gasolina estava se espalhando pelo asfalto, deixando-a mais desesperada.



Ela tentou abrir a porta, mas ela estava trancada por dentro. Deu chutes, socos, mas nada adiantava. Ela então pega sua blusa e enrola no cotovelo. Então com toda sua força se choca contra a janela, fazendo com que a mesma se quebrasse. Alguns cacos voaram no rosto de Ada, deixando alguns arranhões por causa do impacto. Ela se espreme e tenta soltar o cinto de segurança. Alguns pedestres viram a cena e chamaram a ambulância. Por sorte, eles estavam perto de um hospital. Em alguns minutos os bombeiros tiraram Leon do carro e o colocaram numa maca. Ada resolve acompanhá-lo. Alguns paramédicos cuidavam do sangramento na sua testa. Eles faziam perguntas, mas Ada não respondia... Até que ela desmaia.



Já no hospital, ela acorda numa fileira de cadeiras perto da recepção do hospital. Ela vê que dois médicos conversavam perto dela.

Ada- Os senhores estão cuidando de alguém chamado Leon S. Kennedy?

Médico 1- Sim. Você é algum parente?

Ada- Bom... Eu sou uma grande amiga. Ele está bem?

Médico 2- As condições dele não são muito boas.

Ada começa a ficar cada vez mais desesperada. Nesse momento, Ashley e Andy chegam, pois souberam do incidente nos tele-jornais.

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tik6.deviantart.com/
-=TikInsa6=-
Moderador
Moderador


Número de Mensagens : 592
Idade : 23
Localisation : S.B.C SP
Data de inscrição : 13/07/2007

MensagemAssunto: Re: Resident Evil: Caça ao Wesker   Ter Out 16, 2007 1:27 pm

Cap. 7 – Noticias Nada Boas...

Andy e Ashley- Ada, como está o Leon?

Ada- Os médicos vão me dizer agora.

Médico 1-Bom... O paciente perdeu muito sangue e o acidente pode trazer algumas seqüelas.

Depois de ouvir isso Ada quase teve um ataque do coração. Mas qual seria o motivo dela se preocupar tanto se ela não se lembra do Leon, do passado... Talvez Leon foi apagado das memórias de Ada, mas não do coração dela.

Andy- Que seqüelas são essas?

Médico 1- Perda do movimento das pernas e talvez perda de memória.

Ada- Não. NÃÃÃÃO!



Se Andy e Ashley não segurassem Ada, ela cairia no chão, chocada.

Andy deixou Ada com Ashley que a deixou sentada ao lado de um galão de água.

Médico 2- Eu vou ver como o paciente está.

Andy- Ok. Supondo que essas seqüelas apareceram. Haveria algum modo dele se recuperar?

Médico 1- Ele teria que lutar, ter muita vontade de melhorar. Mas mesmo assim, seria praticamente impossível curá-lo.



Enquanto os dois conversavam, uma moça com rabo de cavalo chega e pergunta para a enfermeira que estava no balcão sobre Leon.

Andy- Com licença? Você conhece Leon?

*****- Sim. Nós nos conhecemos um tempo atrás.

Andy- Ah... E você seria?

*****- Oh me desculpe. Meu nome é Claire Redfield. E você é...

Andy- Anderson Panettiere. Pode me chamar de Andy.

Claire- Prazer. Bom, você sabe alguma coisa do Leon?

Andy- Ele não está bem. O maior medo dos médicos é que as seqüelas apareçam.

Claire- Coitado. Parece que a vida está contra ele. No primeiro dia de trabalho ele encontra uma cidade infestada de zumbis. Vai para outra missão e aparecem pessoas estranhas. No casamento, alguém chega e atira na noiva e agora isso...



Ada que já estava mais calma volta com Ashley e pergunta se há alguma novidade. Andy conta para Ada tudo que os médicos falaram. Ela preocupada vai se encontrar com um dos médicos.

Ada- Doutor! Espere!

Médico 2- Posso ajudá-la?

Ada- Eu queria saber se eu posso ver como Leon está.

Médico 2- No estado atual é melhor ninguém visitá-lo. Como ele está dormindo, vou abrir uma exceção. Mas só você entrará no quarto.

Ada- Muito obrigada doutor. Não sei como agradecer.

Médico 2- Não precisa. Se eu estivesse na sua pele também me sentiria assim.

Ada dá um pequeno sorriso e é conduzida pelo médico até Leon.



Enquanto isso, Claire, Andy e Ashley conversam. Até que o celular de Andy toca.

Andy- Com licença... Meu celular está tocando.

Ashley e Claire balançam a cabeça fazendo um sinal de positivo.

Andy- Alo?

******- Como Leon está?

Andy- Bem mal. Quando eu souber de mais coisas eu retorno a ligação.

******-Está bem...



Enquanto isso...

Ada vê através da janela Leon numa maca. Ele parecia estar apenas repousando. Como se nada tivesse acontecido.

Médico 2- Se quiser pode entrar. Depois de dez minutos você via ter que sair.

Ada- Ok. Agradeço novamente

Médico 2- ^^”

Entrando no quarto, Ada pega uma cadeira e a coloca ao lado da maca de Leon. Ela senta e meche nos cabelos de Leon. Eles eram bem lisos, não tinha nenhum embaraço.



Ada*Pensando*- Talvez se eu não tivesse começado com aquela “briga”, nada disso estaria acontecendo. Talvez já estaríamos na praia. É tudo minha culpa...

Leon- Hey!

Ada- Oi... Desculpa ter te acordado.

Leon- Que nada. Foi bom acordar com você do meu lado. Pena que nem tudo está bom. Você ainda está com uma carinha triste.

Ada- Você está assim por minha culpa. Como poderia estar sorrindo?

Leon- Bom, eu estou vivo. E não é sua culpa. Eu que fui descuidado ao dirigir. Se eu estivesse prestando atenção, eu não teria sofrido o acidente.

Ada- Talvez teria.

Leon- Como assim?

Ada- Lembra daquela carta com ameaça?

Leon pensa um pouco e se lembra Então afirma balançando a cabeça.



Ada- Bom, o motorista do caminhão que te atingiu era... Era o...

Leon- Era?!

Ada- Era o Wesker.

Leon- Aquele infeliz destruiu meu carro? Meu lindo carrinho?!

Ada- Agora não é hora para se preocupar com o carro.

Leon- Mas aquele carro tinh...

Ada- Shh. Descanse. Eu ficarei aqui até que durma.

Leon- Para depois ir embora?

Ada- Eu não posso ficar.

Mal Ada termina de falar e a enfermeira bate na porta avisando que os dez minutos haviam se passado.

Ada- Tenho que ir. Espero que melhore rápido.

Leon- Ada, espere.



Leon tenta se levantar, mas não sente as pernas.

Leon- Por que não sinto as pernas?

Ada- O que?

Leon- Eu não sinto minhas pernas. O que aconteceu.

Ada- O que os médicos temiam realmente aconteceu...

Leon- Tradução, por favor.

Ada- Os médicos temiam que você perdesse o movimento das pernas por causa do acidente. Eles disseram que é quase impossível você melhorar.

Depois de ouvir a explicação, Leon fica sem reação.

Leon- Quer dizer que eu ficarei paralítico?

Ada- Não. Eu vou procurar algum médico que possa te curar. Você vai sentir suas pernas novamente. Eu juro.

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tik6.deviantart.com/
-=TikInsa6=-
Moderador
Moderador


Número de Mensagens : 592
Idade : 23
Localisation : S.B.C SP
Data de inscrição : 13/07/2007

MensagemAssunto: Re: Resident Evil: Caça ao Wesker   Seg Nov 05, 2007 9:22 pm


Cap. 8 – Sacrifícios



Duas semanas haviam se passado. Em breve Leon receberia alta.
Ada e os outros chegaram logo cedo no hospital para ver Leon. Quando foram pedir permissão do médico para visitá-lo, o médico disse que Leon não queria receber nenhuma visita. Nem mesmo de Ada.
Ada- Como assim ele não quer ver ninguém?
Médico2- Foi o que ele disse. Eu não posso fazer nada.
Ada- Pode sim. Sair da minha frente porquê eu vou vê-lo querendo ou não!
Ada então empurra o médico contra a parede e vai em direção ao quarto dele.

Chegando lá, ela encontra Leon olhando para o nada e pensando distante. Quando ela fecha a porta e faz um barulho, Leon “acorda” do seu pensamento.
Leon- O que você quer?
Respondeu ele um pouco grosso.
Ada ignorando a grosseria pergunta se ele está bem.
Leon- Não tá vendo? Eu não posso mover minhas pernas! Você acha que eu estou bem?
Ada- Por que está falando assim comigo? Um tempo atrás você estava tão carinhoso e agora...
Leon não deixa Ada terminar e responde rudemente:
-Por sua culpa eu estou assim. Quando eu falei que foi descuido meu, eu estava mentindo! É tudo sua culpa! Se eu não tivesse te conhecido em Raccoon nada disso estaria acontecendo agora! Se você tivesse morrido naquela queda, eu não estaria sofrendo assim.
Ada não contem as lágrimas e sai do quarto. Chegando a recepção, ignora Ashley que vinha em sua direção perguntar o que tinha acontecido.
Ada pega um taxi e volta para casa.

Revoltados com a cena Andy e Ashley abrem a porta do quarto de Leon com tudo.
Andy- O que você fez para magoá-la daquele jeito?
Leon- Eu não fiz nada.
Ashley- Ahh. Então quer dizer que fazer uma mulher chorar não é preciso fazer nada?
Leon- Se ela está chorando ou não o problema é dela. Não estou nem ai.
Ashley- Eu não estou te reconhecendo. Cadê aquele Leon bondoso, carinhoso, amável?
Leon- Ele morreu junto com o movimento das minhas pernas.
Se Andy não segurasse Ashley, ela daria um belo de um tapa em Leon.
Ashley- Me solta! Ele vai ter o que merece!
Andy- Calma Ashley! Vamos embora. Deixe o Leon refletir sobre o que ele disse.
Ashley sendo arrastada por Andy para fora do quarto aponta para Leon e diz:
-Eu quero o Leon que conheci há quatro anos atrás de volta! Não apareça na minha frente novamente desse jeito. Porque não vai ter ninguém pra me segurar na hora que eu for te bater!

Depois de irem embora, Leon volta a pensar longe.
Leon*Pensando*- Perdão Ada. Mas eu não quero que você se preocupe com um inútil paralítico como eu. Você merece coisa melhor. Espero que você siga em frente... Sem mim...
Na mansão, ao mesmo tempo em que Leon pensava, Ada refletia no que Leon dissera para ela.


-=Flashback=-
Leon- É tudo sua culpa!

...

Leon- Se você tivesse morrido naquela queda, eu não estaria sofrendo assim!

-=Fim do Flashback=-

Ada- Leooooooooon! Você não pode estar falando sério. Não pode!


Havia chegado o dia da alta de Leon. Para sua surpresa alguém o estava esperando.
Leon- Ada? O que eu te disse aquele dia não foi o suficiente?
Ada- Cala a boca e aceita minha carona!
Leon fica sem palavras e aceita a ajuda de Ada.
Chegando na mansão Ada tira a cadeira de rodas do porta malas e ajuda Leon a posicionar-se.
Depois de ajudar Leon a subir os degraus Ada o deixa no salão principal e volta para o jardim.
Leon olha pela janela e pensa:
- O que ela vai fazer? Será que já me esqueceu?

Ada olha para a janela do salão e vê que Leon a observava. Ela dá um pequeno sorriso. Depois dá as costas e sai com o carro.
Do nada aparecem quatro homens fortes de branco. Eles pega Leon e o levam para a piscina. Não entendendo nada, Leon só observa o movimento.
Ada havia preparado uma hidroterapia para ele.
Surpreso ele olha para o lado e vê Ada com um presente.
Ela chega e fala em seu ouvido:
-Quando acabar a terapia abra.
Leon olha meio desconfiado para Ada que já ia embora. Então ele se dirige para a hidroterapia.

Depois de tudo acabado, Leon abre o presente. Dentro havia um filhote de cachorro. Era parecido com o lobo que havia encontrado no povoado há quatro anos. (Aquele mesmo que “ajudou” Leon contra El Gigante).
Ele brinca um pouco com o filhote e vai para o quarto.

Ada sem bater na porta a abre e vai em direção há Leon que estava deitado.
Ela senta em seu abdômen e dá aquele beijo que dura quase um minuto.
Leon- Por que você não desiste de mim? Eu não posso andar. Eu sou um inválido.
Ada- Não para mim. Eu jurei que ia te ajudar a recuperar os movimentos das pernas. E é isso que estou fazendo.
Depois dela falar, os dois voltam a se beijar calorosamente.

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tik6.deviantart.com/
-=TikInsa6=-
Moderador
Moderador


Número de Mensagens : 592
Idade : 23
Localisation : S.B.C SP
Data de inscrição : 13/07/2007

MensagemAssunto: Re: Resident Evil: Caça ao Wesker   Qua Nov 07, 2007 4:27 pm

Cap. 9 – Reencontro e Morte


Passaram-se três meses desde que acontecera o acidente. Mesmo depois das terapias, Leon ainda não tinha recuperado os movimentos das pernas totalmente. Enquanto Leon passava por várias terapias, Andy e Ashley procuravam por pistas do paradeiro de Wesker. Ada estava sempre viajando a procura de algum médico que pudesse ajudar Leon.

Sua irmã Suzane viu a manchete na qual Ada procurava algum terapeuta. Nessa manchete havia uma foto do carro de Leon todo amassado e Ada tentando abrir a porta. Quando Suzane viu a foto, reconheceu na hora sua irmã. Suzane era uma terapeuta respeitada, pois em seu histórico não havia nenhuma cirurgia que havia falhado. Mas as duas nunca se deram bem, pois Suzane havia “roubado” o noivo de Ada. E em vez de Ada casar, foi Suzane que se casou dois anos depois de conhecer o ex-noivo de Ada.
Então para se “redimir”, ela liga para Ada oferecendo ajuda.


Em Londres Ada andava pelas ruas lendo jornais a procura de algum terapeuta até que seu celular toca...
Ada- Alô?
Suzane- Ada? É você?
Ada- Quem está falando?
Suzane- Sou eu! Suzane. Eu sei que no passado não nos demos bem... Mas eu estou ligando para oferecer ajuda ao Leon.
Ada- Me desculpe, mas eu não conheço nenhuma Suzane.
Suzane- Ada, você está brincando ou ainda está ressentida pelo que aconteceu?
Ada- Nenhuma das duas opções. É que eu “perdi” a memória e não me lembro de nada que tenha acontecido antes deste ano.
Suzane- Nossa... Sinto muito.
Ada- Como você estava falando, você pode ajudar Leon?
Suzane- Oh claro! Só me diga o endereço e estarei na sua porta o mais rápido possível.
Ada- Muito obrigada. Bom, vou te passar o endereço...


2 dias depois...

A campainha da mansão toca. Ashley atende e encontra uma mulher oriental com cabelos longos e negros. Se parecia muito com Ada.
Ashley- Posso ajudá-la? Senhora...
Suzane- Suzane Wong. Eu vim ajudar Leon.
Ashley- Wong? De onde eu ouvi esse sobrenome?
Ashley pensa um pouco e faz uma cara de ter lembrado o sobrenome.
Ashley- Você por acaso é algum parente de Ada?
Suzane- Irmã mais nova de Ada. Prazer...
Ashley- Ashley Graham.
Suzane- Você é a filha daquele presidente que morreu com um derrame não?
Ashley- Eu mesmo.
Suzane- Deve ser horrível não? E eu aqui te lembrando.
Ashley- Imagina... Eu já superei. Erm... Pode entrar. Sinta-se em casa.
Suzane- Obrigada.



Quando Suzane entra no jardim ela olha boquiaberta para o lugar. Ela encontra um jardim imenso, uma mansão toda decorada e luxuosa. Jardineiros podando as plantas com carinho e muito cuidado.
*****-Au au au! Grrrr!
Suzane- Aaaaahhh!
Ashley- Sai Bruce!
O Rottweiler bem treinado obedece e volta para o segurança que segurava mais três cães da mesma raça.
Ashley- Desculpe. O Bruce sempre dá mais problemas pra gente.
Suzane- Tudo bem. ^^_

Entrando na mansão Ashley direciona Suzane para a sala de visitas.
Ada desce as escadas e vai para a sala que Suzane estava.
Ada- Suzane?
Suzane vira, dá um sorriso e sai correndo na direção de Ada. Então ela a abraça e diz:
-Que saudade minha irmã!
Ada- Irmã? Como assim?
Suzane- Eu me esqueci de te dizer que era sua irmã?
Ada- Se você falou não estou recordada.
Suzane- Ops... Falha minha.
Ada do nada se sente mal e desmaia.


-=Flashback=-
Ada- Suzane! Derek! Como vocês puderam fazer isso comigo?
Suzane e Derek- Eu posso explicar!
Suzane- Me desculpe Ada... Eu não resisti à tentação. Desde que vi Derek pela primeira vez eu me apaixonei e...
Ada- Chega! Eu não quero ouvir mais nada de vocês! Saiam da minha casa agora!
Derek- Essa casa também é minha!
Ada- Era! Eu paguei essa casa. Ou seja, essa casa é só MINHA!

...

John- Ada, chegou uma carta para você. Parece um convite.
Ada- Obrigada John. Você sempre foi um grande amigo.
John- Amigos são para essas coisas. O que está escrito nessa carta?
-“Sentiu saudades irmã?
Estarei casando com seu ex semana que vem. Compareça por favor.
Beijos de sua querida irmã...
Suzane Wong”


Ada- Vadia. Além de roubar meu noivo tem a cara de pau de me convidar para o casamento deles.
-= Fim do Flashback=-


Ada um pouco tonta acorda, sente a cabeça latejar e ouve Suzane tentando reanimá-la.
Suzane- Você está bem?
Ada- Sim... E o Derek? Os dois pombinhos estão bem?
Suzane- Me desculpe Ada... Eu era idiota naquela época. E o Derek? Ele também não passava de um babaca, mimado, filhinho de papai, exigente, egoísta, tonto, burro (...). Nosso casamento não durou nem cinco meses.
Ada- Uau! O amor realmente deixa cego. Nunca imaginei que ele seria um babaca, mimado e etc, etc, etc... O.o”
Suzane- Você me perdoa?
Ada- Passado é passado. É claro que te perdôo. Principalmente porquê você veio para ajudar Leon a se recuperar. Mas tem um detalhe. Se você roubar o Leon de mim, ai de você!
As duas dão algumas risadas e se abraçam.


Depois de acabado a terapia Leon parecia sentir um pouco mais as pernas. Então Andy e outro mordomo carregam Leon de volta para a cadeira de rodas.
Todos estavam conversando até que aparece um helicóptero. Dentro do helicóptero aparece um homem com um auto-falante na mão.
Wesker- Olá a todos! Sentiram minha falta?
Ada- Tinha que ser ele para estragar tudo novamente.
Wesker- Como foi o acidente Leon? Doloroso? Ahahahahah!
Leon- A dor que eu senti não se compara com a dor que você vai sentir em breve!
Wesker- O cachorro está começando a latir. Como o velho ditado diz: Cachorro que late não mor...
*Barulho de tiro*
Ada- Não morde. Mas MATA!

Ela conseguiu acertar um tiro no braço de Wesker. Então Ada larga a pistola, pega uma MP5 e começa a metralhar o helicóptero. Para o azar dela, o helicóptero era blindado.
Wesker- É assim que me agradece depois de ter te salvado?
Ada- Eu não pedi para ser salva. Mas como eu fui, vou aproveitar para descontar toda minha raiva em você!
Então ela acaba com as balas restantes no pente numa tentativa em vão.
Wesker- É assim que se atira.
Ele mira com a mesma pistola do casamento em Ada. No mesmo lugar que ele acertou quatro anos atrás. E aperta o gatilho.
Suzane vê a situação e sai correndo. Para proteger Ada ela entra na frente de sua irmã e recebe a bala no lugar de Ada.


Wesker- Oh! Que pena... Não foi dessa vez Ada. Mas na próxima não haverá erros.
Wesker entra no helicóptero e vai embora. Claire chega com uma Rocket Laucher e atira. Para a infelicidade de todos, ela erra.
Ada- Liguem para a ambulância! Rápido!
Claire- Já estou ligando!
Suzane- Ada, não agüentarei mais. Eu tenho que te dizer algo.
Ada- Calma! Você vai agüentar sim.
Suzane- Por segurança eu tenho que falar. A base de Wesker fica no subsolo. Logo abaixo da Farmácia Sewerk Corp. E vocês têm...
Ada- O que temos?
Suzane- Vocês têm um... Um... Es...
Suzane não consegue terminar de falar e morre.

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tik6.deviantart.com/
-=TikInsa6=-
Moderador
Moderador


Número de Mensagens : 592
Idade : 23
Localisation : S.B.C SP
Data de inscrição : 13/07/2007

MensagemAssunto: Re: Resident Evil: Caça ao Wesker   Seg Nov 19, 2007 11:58 am

Cap. 10 – Três Anos Atrás...

Suzane- Oi amor... Como está Ada?
Wesker- Se recuperando mais rápido do que imaginei.
Suzane- E se...
Wesker- Eu tenho tudo sobre controle. Se ela se virar contra nós eu já tenho algo para neutralizá-la.
Suzane- Foi por isso que eu abandonei aquele idiota do Derek. Você é sempre cuidadoso no que faz.
Quando os dois iam se beijar um alarme é ativado.

Sistema de Segurança- Atenção! Estado amarelo no laboratório. Atenção! Estado amarelo no laboratório.
Wesker- Ada acordou... De novo.
Sistema de Segurança- Atenção estado laranja no laboratório...

Suzane pega uma pistola que dá descargas elétricas e vai para o laboratório. Olhando pelo visor ela encontra a cápsula de água que Ada deveria estar quebrada. Logo ouve um barulho. Era Ada tentando abrir a porta.
Antes de entrar no laboratório Suzane checa se a carga estaria com uma potência necessária para deixar Ada inconsciente.

Suzane chuta a porta derrubando Ada junto. Assim, Suzane mira e atira deixando Ada inconsciente. Com a ajuda de alguns seguranças Ada é posta em outra cápsula de água.
Suzane*Pensando*- Ás vezes acho que Ada não deveria voltar a viver. Ela já sofreu tanto na vida. Ai Wesker... Tem vezes que eu não consigo te entender.
Suzane- Obrigada pela ajuda... Podem voltar á suas posições.
Seguranças- Sim senhora.
Suzane volta para a sala onde Wesker se encontrava. Então Wesker diz que mandaria um espião para observar e dizer tudo o que aconteceria.


2 anos atrás...
Wesker- Suzane? O que está fazendo?
Suzane- Só observando. Vendo se minha irmã está bem.
Wesker- Em breve ela estará andando livremente.
Suzane- Mas você não tem certeza se todos aqueles procedimentos vão funcionar... Certo?
Wesker- A Ada é como uma cobaia. Se não funcionar continuarei a pesquisar sobre como aprimorar esse projeto.
Suzane*Pensando*- Cobaia? Ele me me disse que só iria curar Ada... Quer dizer que ele vai usar minha irmã com testes? Isso eu não vou permitir. NUNCA.

1 ano e 7 meses atrás...
Visão de Wesker: Em breve abriremos uma corporação melhor que a falida Umbrella. E o terror vai voltar para o mundo. Por enquanto todos pensam que o terror já passou. Que nada parecido com a Umbrella voltará. Mas eles estão enganados.
Sistema de Segurança- Atenção! Laboratório sendo invadido! Atenção! Laboratório sento invadido! Atenção...
Wesker- Suzane! Dê um jeito na sua irmã!
Ele espera uma resposta... Mas nada. Então resolve checar as câmeras. Surpreso, ele olha para o laboratório e encontra Suzane libertando Ada. Depois de abrir a cápsula ela tenta chegar à saída. Wesker é mais rápido. Ele avisa os seguranças para deter Suzane ou qualquer outra pessoa que tentasse ajudar na fuga. Os seguranças atiram. Suzane consegue desviar. Vendo que não podia fazer mais nada ela vai embora e deixa sua irmã.

Visão de Suzane: Wesker parece estar tão entretido na nova Umbrella. Agora é minha chance de tirar Ada daqui.
Suzane- Wesker? Posso pegar as chaves para da uma olhada em Ada? Wesker? Tá me ouvindo?
Ótimo. Ele nem me ouviu.
Chegando na porta do laboratório abri a porta com o maior cuidado.
Antes de abrir a cápsula onde minha irmã se encontra eu tenho que desligar os alarmes de segurança.
Sistema de Segurança- Atenção! Laboratório sendo invadido! Atenção! Laboratório sento invadido!
Droga! Wesker deve ter mudado as configurações. Agora já era... Tenho que sair daqui o mais rápido possível.
Consegui tirar Ada. Agora um problema a menos.
Sai correndo para a porta com Ada nas costas. Infelizmente o cretino do Wesker avisou os seguranças. Por pouco eles não me atingem. Tive que abandonar Ada. Me perdoe minha querida irmã...
Com lágrimas escorrendo no meu rosto eu entro no carro e vou para casa arrumar as malas. Depois vou para o aeroporto. Tinha uma passagem guardada para qualquer emergência. Então embarco para Califórnia tentando esquecer que um dia eu tive família...

1 ano atrás...
Visão de Wesker: Depois de tantas coisas você finalmente poderá sair Ada.
A cápsula foi destrancada depois de desativar o sistema de segurança com minha voz.
Eu me aproximo para falar com Ada.
-Olá.
Ada- Quem é você?
-Meu nome é Albert Wesker. Se lembra de alguma coisa?
Ada- Albert Wesker... Você... Você me protegeu depois de um homem tentar atirar em mim.
Pelo visto a “lavagem cerebral” que eu fiz nela está funcionando...
-Exatamente. Venha... Vou te mostrar coisas que aconteceram antes de você cair nesse “sono”.
Wesker levou Ada para uma sala cheia de DVDs contendo cenas montadas por ele para fazer Ada acreditar e ser controlada por ele.

3 meses atrás...
Visão de Suzane: Como eu gostaria de ver Ada novamente... Vou ver se eu esqueço esse assunto lendo alguma coisa.
A primeira coisa que vi quando peguei o jornal foi uma foto de um acidente de carro. Vi uma mulher. E para minha surpresa era Ada. Eu vi que ela procurava algum terapeuta. Por coincidência eu era uma terapeuta e nunca falhei em nenhum caso. Talvez seja um modo de me redimir por tudo de mal que fiz para ela.

Atualmente...
Visão de Suzane: Aquele maldito! Vai atirar na minha irmã. Não quero que ela morra. Ela tem que viver e se vingar de Wesker.
Entrei na frente de Ada e levei o tiro no lugar dela.
Eu tinha que avisá-los que eles tem um espião entre eles. Mas estou sentindo falta de ar.
Ada- Calma! Você vai agüentar sim.
-Por segurança eu tenho que falar. A base de Wesker fica no subsolo. Logo abaixo da Farmácia Sewerk Corp. E vocês têm...
Eu tenho que falar...
Ada- O que temos?
Suzane- Vocês têm um... Um... Es...
Eu não agüento...

Este foi o ultimo pensamento de Suzane antes de morrer.

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tik6.deviantart.com/
-=TikInsa6=-
Moderador
Moderador


Número de Mensagens : 592
Idade : 23
Localisation : S.B.C SP
Data de inscrição : 13/07/2007

MensagemAssunto: Re: Resident Evil: Caça ao Wesker   Ter Dez 18, 2007 1:10 pm

Cap. 11 – Milagres Acontecem

Acabando o velório Leon e os outros prestam sua homenagem para Suzane. Enquanto caminhavam para o carro Wesker está encostado num dos carros.
Wesker- Olá a todos... Chegou sua hora Ada. Sua irmã foi idiota ao mudar de lado.
Ada- Como pode fazer isso com ela... Ela não fez nada de mais.
Wesker- Ela não te falou? Ela me ajudou a trazer você de volta para a vida.
Ada- O que você disse?

Depois de 10 minutos falando, Wesker finaliza.
Wesker- Suzane só estava ajudando Leon para se redimir pelas coisas ruins que ela cometeu. Eu criei muitas mentiras. Mas o que acabei de dizer é a pura verdade.
Ada- Mas é claro. Ela só te ajudou por que você criou alguma mentira... Certo?
Wesker- Exatamente. Eu me ofereci para tentar trazê-la de volta com um novo “projeto”. Sua irmã fútil acreditou e aceitou me ajudar. E foi assim que todo o procedimento começou. Agora chega de historinhas para dormir. Já está na hora de dormir... PARA SEMPRE!

Ele aponta uma arma, mas por um milagre Leon que estava sendo empurrado por Andy se levanta com um grande esforço e derruba Ada, a salvando. A bala atingiu o braço de Ada de raspão. Mas nada tão grave.
Ashley que tinha uma arma na bolsa mira e atira enquanto Wesker estava distraído. Ashley consegue acertar na perna dele fazendo-o cair.
Enquanto Ashley se aproximava alguns de seus homens começam a atirar. Ashley agacha e olha para os lados... Mas os homens de Wesker haviam parado de atirar. Então não deu para descobrir de onde vinham os tiros.

Quando Ashley olha para o lugar onde Wesker deveria estar caído, não há nada lá. Só uma pequena poça de sangue.
Andy- Covarde...
Ashley- Liga não. Ele faz tantas coisas, mas quando chega na hora de lutar cara a cara ele foge.

Enquanto os dois conversavam Ada estava espantada com o que ela havia presenciado. Leon havia se recuperado mais rápido do que ela tinha imaginado. Todas aquelas terapias que pareciam não fazer nenhum efeito estavam ajudando Leon. Pouco a pouco.
Ada foi perguntar como Leon estava se sentindo depois da queda.
Ele estava inconsciente. Havia gastado muita força para se levantar da cadeira. Suas pernas ainda não estavam completamente curadas.


Eles passam no hospital e com ajuda médica retiram a bala do braço de Ada. Depois de retirada a bala, o braço de Ada é desinfetado e enfaixado. Os médicos falam para deixar o braço em repouso por uma semana. Depois do hospital voltam para casa.
Chegando lá eles deixam Leon deitado no sofá.
Passam-se 3 horas. Até que Leon acorda. Ele se senta e olha ao seu redor. Ninguém estava lá. Nem sua cadeira de rodas.
Leon se lembra de ter conseguido se levantar um pouco antes de ficar inconsciente.
Ele tenta se levantar, ele cambaleia um pouco e cai no sofá. Continua tentando. Até que consegue.
Saindo da sala ele pergunta para uma das empregadas que serviam Ada, onde ela estava. A empregada diz que estava dormindo no quarto.
Ele sobe silenciosamente as escadas e para ajudar o quarto de Ada estava destrancado.
Ele se deita ao lado dela e adormece.

No dia seguinte Ada acorda sentindo algo grande ao seu lado. Ela abre os olhos bem devagar e vê que Leon estava dormindo. Ele parecia um anjo.
Saindo do quarto, ela pergunta para a mesma empregada como Leon havia chegado a seu quarto.
-Quando ele acordou tentou ficar de pé. Ele tentou várias vezes até que conseguiu. Depois perguntou onde a senhora poderia estar. Com a maior inocência disse que estava no quarto. E assim ele subiu as escadas silenciosamente, entrou no quarto e não saiu mais.
Ada- Muito obrigada por me explicar o que aconteceu. Que bom que ele voltou a andar não?
Empregada- Sim senhora. Todos estão muito felizes por isso.
As duas passam alguns minutos conversando. Depois de acabar o assunto Ada sobe e vai tomar um banho.
Quando ela estava saindo do banho, um barulho muito alto é ouvido por todos. Até Andy que dormia como uma pedra acordou.

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tik6.deviantart.com/
-=TikInsa6=-
Moderador
Moderador


Número de Mensagens : 592
Idade : 23
Localisation : S.B.C SP
Data de inscrição : 13/07/2007

MensagemAssunto: Re: Resident Evil: Caça ao Wesker   Dom Jan 20, 2008 2:36 pm

Cap. 12 – O Seqüestro


Andy- Mas que droga...
Ashley- É uma invasão.
Andy- Invasão? Ás oito da manhã? Você está de brincadeira né?
Ashley olha de um modo frio e diz:
-Move esse seu traseiro gordo daí AGORA!
Andy- Sim senhora.
...
Fora da mansão o portão foi derrubado e todos os seguranças foram imobilizados.
Chegando ás portas da mansão...
Wesker- Tragam esta pessoa para mim. Eu o quero vivo
Wesker mostra uma foto. Seus homens balançam a cabeça com um sinal positivo e começam a invadir a casa. Os empregados assustados vão para a cozinha e ficam apenas observando.
Seus homens se separam para encontrar a tal pessoa da foto.
Um dos homens vai para o quarto de Ada. Abre a porta com cuidado e vê um tecido de pura seda sob sua cabeça. Ele olha e vê que Ada estava em cima da porta.
Ada- Ei garotão! Sua mãe nunca te ensinou a bater na porta antes de entrar?
Ele se prepara para atirar até que Leon o interrompe dando uma voadora, fazendo-o bater com a cabeça na parede e o deixando inconsciente.
Leon- Eu te amo perninha linda!
Ada desce da porta e vê Leon beijando o joelho dele.
Ada- O.o” Leon? Ainda tem mais.
Leon- Eu sei. É que eu queria ver se eu conseguia usar minhas pernas como antes.
Ada- Ahh tá... *Ele é estranho...*


No salão principal Ashley e Andy fazem uma “competição”.
Ashley- Já acertou quantos?
Andy- Uns cinco. Você?
Ashley- Nove
Andy- Seis! Salão principal limpo.
Ashley- Ei! Eu mirei primeiro nele!
Andy- Eu atirei primeiro.
Os dois resolvem se separar para conseguir mais “pontos”.


Claire levava os empregados para uma casinha que ficava á alguns metros, onde seria mais seguro.
Claire- Fiquem aqui. Quando tudo voltar ao normal eu venho avisá-los.
Chegando a mansão, Claire não enxerga nada por causa das granadas de fumaça. Sem perceber um dos homens de Wesker chega por trás, algema Claire e leva para Wesker.
Wesker- Muito bem. Posso usá-la para negociar. Agora, volte e tente pegar o alvo.

Dentro da mansão...
Andy- Que droga! Minha munição acabou.
-Ótimo. Agora, você vem comigo. – Dizia um dos homens de Wesker apontando a arma para Andy.
Andy- Hmm... Eu acho que não.
Andy se agacha rapidamente e dá uma rasteira no agente. Deixando a arma escapar de sua mão, o agente cai no chão. Aproveitando, Andy pega a arma e mira no homem.
Andy- Acho que é você é que vem comigo.
Agente- Por favor! Não atire!
Andy- Se eu pedisse para que você não atirasse, duvido que iria ouvir meu apelo.
-Jogue a arma no chão!
Outro agente chega por trás de Andy e encosta a arma em suas costas. Após a arma cair no chão, Andy espera o primeiro agente que o encontrou pega-la. Ele então chuta o agente que estava engatinhando, mas quando ia cuidar do agente que estava atrás dele, o mesmo bate a arma na nuca de Andy, fazendo-o cair.
-Leve-o para o senhor Wesker.

No salão principal, Ashley que estava chegando pela cozinha vê que Andy está sendo levado e tenta impedir o homem de Wesker. Mas ela adormece, assim como todos os outros em toda a mansão com o gás sonífero que havia sido jogado.

Já fora da mansão, trazem Andy para Wesker.
-Bom trabalho. Agora vamos sair daqui. – Dizia Wesker com um ar de vitorioso. E vamos levar Claire. Ela pode ser útil mais tarde.
No esconderijo abaixo da farmácia da Sewerk Corp., dois homens entram na sala de Wesker e trazem Andy.
Andy- Precisava mandar esses caras baterem tão forte? Tá certo que eu to lá para te falar o que estava acontecendo, mas não significa que o meu “seqüestro” precisa ser tão real. Acho que estou com um galo enorme na cabeça.
Wesker- Perdão. Mas se eles tiveram que fazer isso é porquê você dificultou. Agora, vamos direto ao assunto.
Andy- Por que você quis me tirar de lá?
Wesker- Porque já estou cansado desses joguinhos. Levei um tiro na perna! Vamos começar a agir em breve. Como eles acreditam que você foi seqüestrado, eles virão até nós. Isso significa...
Andy- Que teremos o inimigo em nossa casa.

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tik6.deviantart.com/
-=TikInsa6=-
Moderador
Moderador


Número de Mensagens : 592
Idade : 23
Localisation : S.B.C SP
Data de inscrição : 13/07/2007

MensagemAssunto: Re: Resident Evil: Caça ao Wesker   Sab Jan 26, 2008 11:41 pm

Cap. 13 – O começo do Fim.


Enquanto Andy e Wesker planejavam como seria o contra-ataque caso Leon e os outros invadissem o local, encontramos uma mulher fazendo um escândalo numa mansão.
-Eu não quero saber de planos! Eu quero o homem que amo ao meu lado! E de preferência vivo!
-Ashley! Você não é uma agente especial por nada! Não seja tão imatura. Sozinha você não conseguirá nem ao menos pisar na entrada da farmácia sem levar um tiro. Suas chances serão menores ainda se você for sem um plano. – Dizia Claire tentando acalma-la.
Ashley- Me desculpe. É que só de imaginar que posso perdê-lo parece o fim do mundo.
Leon- Você acha que eu não senti o mesmo quando a Ada foi baleada no nosso casamento?
Ashley- Mas não quero ser uma inútil como você foi! Eu não quero ficar bebendo para tentear diminuir meu sofrimento se ele morrer! Eu não quero perdê-lo como você perdeu a Ada!
Ada- Ashley!
Ashley- Só... Apenas... Uh... Vou dar uma volta para me acalmar. Tomar um ar... Sei lá. Me perdoem.
Ashley então sai do escritório ode se reuniram e fecha a porta com violência.


Em outro local...
-Eu preciso de uma garantia. – Dizia Andy num tom de preocupação.
Wesker – Que tipo de garantia?
Andy- Depois de tudo acabado e você ter jogado esse novo vírus no ar, eu quero uma garantia de que ninguém vai machucar meu irmãozinho. E que ele seja transferido para um local seguro.
Wesker- Farei o que for possível.
Andy- Eu quero que você jure para mim que nada de mal vai ocorrer ao meu irmão.
Wesker- Eu juro. Agora me deixe organizar a defesa.
Andy pede licença e se retira. Já fora da sala pensa: -Eu não consigo confiar nele. Não sabendo de tudo que ele fez. Por segurança preciso de um plano B para ter certeza que meu irmão estará a salvo. Me perdoe Ashley...
Ele vai para uma lanchonete tomar café. Lá ele encontra Ashley.
Ashley- Andy? O que está fazendo aqui? Você não foi seqüestrado?
Andy- Ashley... Eu uh... É uma longa história.
Ashley- Então quanto mais cedo começar é melhor.
Andy ia começar a falar até que seu celular toca.
Andy- Desculpe. Alô?
Wesker- Volte para a base agora. Se um dos amiguinhos de Leon te encontrar é o fim.
Andy- Sim Wesker, já estou indo. Só fui comprar café.
Depois de desligar o celular, Andy olha para Ashley que aparentava estar chocada e decepcionada.
Ashley- Eu ouvi direito? O tempo todo você estava trabalhando com ele? E entre nós? Era tudo mentira?
Andy- Eu posso explicar.
Ashley- Não! Eu não quero ouvir nada de você! Pra que te ouvir? Para acreditar em mais mentiras? Não obrigada.
Andy- Ash...
Ashley- Cala a boca! Vai embora e torça para que não nos encontremos novamente. Porque não vou dar outra chance para você caso isso ocorra.
A esse ponto da discussão todos olhavam espantados para os dois.
Ashley – Que foi? Nunca viram pessoas brigando? Por que não vão cuidar da própria vida?
Ela não conseguiu segurar as lagrimas. E devagar elas rolavam por sua face. Andy foi enxuga-las mas ela dá um tapa na mão dele e diz:
-Não me toque! Suam da minha frente agora!
Andy- Me perdoe. EU te amo...
Ashley- Te odeio e tenho nojo de saber que entre nós houve algo. Que eu amei alguém que trabalhava para um ser como Wesker. Pessoas morreram por causa dele. Inocentes, Andy! Inocentes morreram. Eu simplesmente te odeio.
Depois de ouvir as duras palavras de Ashley, Andy vai para o carro e volta para a base no subsolo.

Wesker percebe que Andy está um pouco abatido e pergunta o que houve.
Andy- Encontrei Ashley. Ela sabe que estou trabalhando com você.
Wesker- Deixe-me adivinhar. Ela te descartou? Mas é um fraco mesmo. Acho que a visita deles será um pouco... Antecipada. E uma coisa. Você quer que nada ocorra ao seu irmão?
Andy- É claro!
Wesker- Ótimo. Eu quero uma garantia que você é confiável e leal. Quero que faça algo quando Leon e companhia vierem.
Andy- O que?
Wesker- Quero que mate Ashley na minha frente.
Andy- Como?!
Wesker- Ashley ou seu irmão. Você escolhe quem viverá.
Andy – Seu cretino...
Wesker- Obrigado. Pense no que te falei. Pode se retirar.


Enquanto Ashley dirigia ela lembrava dos momentos que teve junto com Andy.

-=Flashback=-

Andy- Meu amor por você nunca será comprado.
...

Ashley- Andy, muito obrigada. Te devo uma.
Andy- O seu amor já compensa tudo.
...

Suzane- Vocês têm um... Um... Es...
...

Andy- Eu te amo...
...

-=Fim do Flashback=-


Na mansão...
Claire- Bom... Então esse vai ser o plano: Fechamos o quarteirão inteiro, retiramos todos da farmácia, procuramos a entrada para o subsolo, matamos qualquer um que aponte a arma pra gente, Retiramos o Andy com segurança.
-Não. Não o retiramos. – Dizia Ashley que acabara de chegar.
Leon- Como?
Ashley- Ele está trabalhando com o Wesker.
Leon- Andy, seu desgraçado. Se eu...
Ada- Continuando com o plano... Por favor Claire.
Claire- Bom, se o Andy apontar uma arma pra gente, matamos ele.
Leon- Não dá pra ser um pouco menos violento? Que tal conversar um pouco?
Claire- Ter piedade dos caras que fizeram tanto mal... Que atiraram na Ada?
Leon- Tá... Não devemos ter piedade.
Ada- -_-“ Continua com o plano por favor? E quem interromper vai levar um murro na cara. Não importa quem seja.
Leon- Foi uma indireta para mim? É só eu que estou me sentindo ameaçado?
Claire- ¬_¬” É hoje que não termino. Tentando continuar... Depois de passarmos pelo Andy, vamos atrás do Wesker. Se estiver planejando algo, cortamos o mal pela raiz. OK?
Todos- OK...

Ada- Bom... O que estamos esperando?
Leon- Nada... Eu acho. Os melhores agentes do governo já estão a caminho da farmácia e fechando o quarteirão.
Ada- Ótimo. Então vamos!


E assim começa o fim.

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tik6.deviantart.com/
-=TikInsa6=-
Moderador
Moderador


Número de Mensagens : 592
Idade : 23
Localisation : S.B.C SP
Data de inscrição : 13/07/2007

MensagemAssunto: Re: Resident Evil: Caça ao Wesker   Qui Fev 07, 2008 7:27 pm

Cap. 14 – A Invasão



Ás 1:45 da tarde encontramos três carros pretos e blindados saindo da mansão. Dentro deles havia todos os equipamentos necessários para a invasão. Ashley e Claire estavam em um enquanto Leon e Ada ficavam nos outros dois restantes. Quando faltava alguns quarteirões para a farmácia, Leon avisa que queria parar em uma joalheria para comprar um novo relógio através do rádio.



Claire- Agora não é hora para comprar relógio, ou seja lá o que você quer.

Leon- É rápido. Só vou comprar um relógio novo. O que tenho está horrível. Toda hora está parando. Se quiserem podem ir na frente. Encontro vocês depois.

Claire- Então já vamos indo.



Os dois carros então seguem caminho e deixam Leon.

Depois de 7 minutos na joalheria, Leon sai com duas caixinhas na mão. Ele as guarda no porta luvas e vai para a farmácia.

Quando Leon chegou, o quarteirão já havia sido fechado. Todos foram retirados dos apartamentos, lojas, tudo que estivesse ao redor da farmácia. Os agentes do governo só aguardavam segundas ordens para prosseguir.

Depois de todos posicionados, Ashley faz um sinal com a mão para entrarem.

Alguns homens de Wesker estavam esperando a entrada deles. Eles atiram, mas um a um é baleado. Alguns morrem, outros são retirados e mandados para o hospital e quando estivessem em condições, iriam para a cadeia. Depois da farmácia ser limpa, começam a procurar alguma entrada para o subsolo.

Leon encontra uma porta que parecia um elevador. Mas segundo as plantas, o estabelecimento não tinha dois ou mais andares. Ele aperta um botão para que o elevador subisse.

Já esperando que Wesker tivesse colocado alguma surpresa dentro do elevador, ele se prepara. Quando as portas se abrem, vários tiros são disparados por um pequeno robô. Por sorte, Leon não esperava o elevador na frente da porta. Quando o robô parou de atirar, Leon aparece e atira no robô, o explodindo.

Ele chama os companheiros e descem. Alguns agentes ficam na farmácia para dar cobertura.

Chegando no esconderijo, alguns agentes vão em frente. Dois ficam na porta do elevador e outros dois acompanham Leon, Ashley, Claire e Ada. Chegando em uma sala, eles encontram seis portas. Então resolvem se separar. Talvez essa não seria uma atitude muito inteligente se separar naquela hora, mas era o único jeito de ter mais eficiência em pegar Wesker.



Agente1 - Porta 1.

Ashley – Porta 2.

Leon – Porta 3.

Agente2 – Porta 4.

Claire – Porta 5.Ada – Porta 6.

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tik6.deviantart.com/
-=TikInsa6=-
Moderador
Moderador


Número de Mensagens : 592
Idade : 23
Localisation : S.B.C SP
Data de inscrição : 13/07/2007

MensagemAssunto: Re: Resident Evil: Caça ao Wesker   Sab Fev 09, 2008 7:58 pm

Cap. 15 – As Portas

Porta 1
O Agente1 encontra alguns homens de Wesker pelo corredor. Eles não foram problema. No fim do corredor ele encontra Wesker. Quando ia atirar, Wesker é mais rápido e atira na cabeça do Agente1, matando-o instantaneamente.

Porta 2
Ashley acende a lanterna, pois o corredor estava totalmente escuro. Depois de andar uns 16 metros ela encontra uma luz bem distante. Quando ela chega, vê Andy que parecia estar a esperando.
Andy- Siga-me.
Ashley- O que?
Andy dá as costas para Ashley e começa a correr. Logo desaparece na escuridão.
Ashley- Ei! Espera!

Porta 3
Ao contrário do caminho de Ashley, o caminho de Leon estava totalmente iluminado. Mas era tão longo que parecia que nunca chegaria ao fim.
De repente, ele se tromba com uma porta. Ele então resolve abrir. Ele chega á uma sala totalmente vazia.

Porta 4
O caminho do Agente2 foi bem curto. Logo ele encontrou uma porta. Quando entrou, encontrou um pequeno frasco. Ele resolveu investigar. Ele leu algumas coisas sobre Las Plagas e T-Virus. Logo, concluiu que Wesker estava tentando fundir os dois organismos para criar uma nova arma viral mais forte. Ele resolve pegar o frasco e levar para os outros examinarem. Quando ia abrir a porta, Wesker aparece.
Wesker- Acho que isso não te pertence.
Ele então atira, mas erra. O Agente2 tenta acertar Wesker. Mas Wesker desvia e atira nas costas do Agente2. Depois de certificar-se que estava morto, Wesker pega a amostra e vai em direção a outra porta.

Porta 5
Depois de ter andado um bom bocado e ter matado alguns dos homens de Wesker, Claire encontra uma porta. Quando ia abrir, ela ouve um tiro. Logo ouve dois quase seguidos. Ela acha que não é nada e resolve entrar e descobrir o que havia do outro lado.

Porta 6
Enquanto Ada andava, ela pensava em tudo que acontecera antes. Grande parte de sua memória já estava recuperada. Cada coisa boa que ela lembrava, Wesker aparecia no final ou estava por trás de tudo, manipulando as pessoas. Ela não encontra ninguém durante o caminho. Andando mais um pouco, ela via uma porta um pouco distante. Ela resolve correr, na esperança de encontrar Wesker e acertar as coisas. Mas quando ela abre, tem uma surpresa. Ela encontra Leon e Claire que estava acabando de entrar numa sala branca e vazia. Apenas com alguns buracos no chão.
Leon- Ada? Claire?
Ada- Leon? Que lugar é esse?
Leon- Não sei. Eu segui meu caminho e acabei parando nesta sala. Vocês viram Wesker ou Andy?
Ada; Claire- Não.
Claire- Mas ouvi três tiros. Espera... Cadê a Ashley?

Na porta 2...
Ashley- Andy!! Cadê você?
Andy- Continue andando, estamos quase chegando.
Ashley continua a andar até que chega ao fim do caminho. Atrás de Andy havia uma porta. Os dois entram. Era o escritório de Wesker. O lugar era bem espaçoso.
Ashley- O que você quer?
Andy- Explicar as coisas. O por quê de ter aceitado trabalhar com Wesker. Tudo.
Ashley- Então comece a falar!
Andy- Abaixe a arma. Você não vai precisar dela. Confie em mim.
Ashley abaixa a arma um pouco desconfiada e resolve ouvir Andy. Ele explica tudo. Sobre o que Wesker faria com o irmão se o desobedecesse, sobre a criação de um novo vírus.
Andy- É isso... Eu tenho um favor a te pedir.
-Vejo que você fez exatamente o que mandei. Trouxe Ashley para o fim do caminho. Parabéns. Agora mate-a! – Dizia Wesker que acabara de chegar.
Andy- Não!
Wesker- Como? Você está se opondo a mim?
Andy- Não tenho mais medo de você, das suas ameaças. Você não passa de nada!
Wesker- Foi bom ter você ao meu lado. Diga adeus á Ashley e seu irmão. Eu mesmo a mato.
Quando Wesker atira, quem leva a bala é Andy. Pois havia entrado no caminho da bala que ia em direção a Ashley.
Ashley- Andy! Nãããão!
Andy cai nos braços Ashley. Logo a raiva toma conta dela e em sua mente só ficou a vontade de matar Wesker naquele mesmo lugar. Mas quando ela mirar, Wesker havia desaparecido.
-A... Ashley... Foi de verdade. O que... aconteceu entre nós... Foi... Foi real. Sinto muito. -Andy falava com muita fraqueza.
Ashley- Andy... Não morre. Por favor....
Andy- Cui... Cuide do meu irmãozinho. Não deixe ninguém machucá-lo. Por favor. E mate aquele desgraçado do Wesker. Por mim... Eu sempre te amei. Mais que minha vi... Vida.
Ashley- Andy... Por favor, não me deixe.
Ashley mal acaba de falar e Andy falece.
Ashley- Andy... Andy! Fala comigo! ANDY!!!
A voz de Ashley ecoa na imensa sala. Ela se levanta e sai.

Na sala branca...
Ada- Acho melhor irmos ver como Ashley está.
-Não tão rápido. - Wesker aparece com um controle com um único botão (o mesmo que aparece no final do capítulo 4)
Leon- Wesker! Cade a Ashley?
Wesker- Ashley está bem. Deve estar chorando.
Claire- Chorando?
Wesker- Sim. Andy... Ou melhor, o cadáver do Andy está nos braços dela.
Mal acaba de falar e ele solta uma pequena risada.
Ada- Mas você é um lixo mesmo. Se aproveita das pessoas e quando não são mais úteis, você se livra delas.
Wesker- Finalmente! Alguém me compreendeu. E é exatamente isso que farei agora.
Ele então aperta o botão. Depois de alguns segundos, Ada cai no chão.
Claire; Leon- Ada!
Leon- O que você fez?
Wesker- Enquanto eu colocava “bloqueios” na mente dela, pra esquecer vocês, por segurança eu implantei um pequeno dispositivo que dá uma descarga elétrica quando eu pressiono esse botão. Em algumas pessoas isso poderia ser fatal. Em outras, a pessoa entra em coma, alguns ficam em estado vegetativo... Acho que Ada é forte o suficiente para não morrer só com essa pequena descarga. O mínimo é que ela entre em coma e depois de algum tempo, ela morra. Agora vou me livrar de vocês dois.
Como Wesker estava perto da porta, ele sai e fecha. Deixando os dois presos. Logo um gás meio esverdeado sai de uns buracos que havia no chão.
Wesker- É um gás que se inalado em uma certa quantidade, mata. Começa com hemorragias nasais. Depois vocês não sentirão as pernas. Depois os braços. Para finalizar ficará difícil para respirarem. Depois vocês morrem. Bons sonhos...

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tik6.deviantart.com/
-=TikInsa6=-
Moderador
Moderador


Número de Mensagens : 592
Idade : 23
Localisation : S.B.C SP
Data de inscrição : 13/07/2007

MensagemAssunto: Re: Resident Evil: Caça ao Wesker   Seg Fev 11, 2008 3:29 pm

Cap. 16 – Epílogo

Wesker anda um pouco e entra numa passagem secreta que leva para fora.
Alguns minutos depois Ashley passa e vê a passagem aberta. Mas antes de entrar resolve ir até o fim do caminho. Lá ela encontra Leon e Claire presos e quando olha para o chão vê Ada caída. Ela tenta arrombar a porta, mas não consegue. Ela chama mais alguns homens pelo rádio. Três minutos depois eles chegam. Então tentam arrombar a porta juntos. Rapidamente retiram os três da sala e saem.
Ashley- Leon seu nariz... Tá sangrando! O seu também Claire.
Claire- Eu... Não estou sentindo minhas pernas.
Leon- Ada... Levem-na pro hospital.
Ashley- Você vai ficar bem?
Leon- Vou. Levem a Claire também para diagnosticá-la. Ver se o tanto de gás que ela inalou não pode causar mais danos.
Ashley- Mas e você? Você também precisa ir pro hospital.
Leon- Eu segurei a respiração mais tempo que a Claire. Eu to bem. Aquela passagem no corredor... Onde leva?
Ashley- Eu não sei. Nem cheguei a entrar lá.
Leon- Hmm.
Ashley- Não entre lá nesse estado. Se Wesker tiver preparado alguma coisa...
Leon- Não vou entrar...
Ashley dá as costas para Leon por apenas dois minutos e quando vira novamente, ele não está mais lá. Ela resolve perguntar para um dos homens onde ele foi. O agente responde que entrou no subsolo novamente.
Ashley- Leon... Seu estúpido.

No fim da passagem, Leon sai no meio de uma rua que levava para as estradas na montanha. Quando olha para o asfalto, havia marcas de pneus.
Logo um carro freia com tudo na frente de Leon.
Ashley- Acho que de carro é mais rápido.
Leon- Obrigado! Você vem?
Ashley- Não... Eu vou uh... Vou levar o corpo do Andy pra fora daquele lugar.
Leon- Ok... Erm... Ashley.
Ashley- Oi?
Leon- Sinto muito pelo Andy.
Ashley- Obrigada... Agora vai.
Leon- Tá.
Subindo a montanha, Leon tenta encontrar Wesker.

Alguns minutos depois no hospital...
Ashley- Como está Claire doutor?
Médico- Ela está bem. Ela não inalou uma quantia muito alta. Logo, ela sentirá as pernas novamente e estará bem. Quanto a sua outra amiga... Sinto dizer, mas ela está em coma.
Ashley- É... Quem vai sofrer mesmo é meu amigo. Coitado... Já sofreu tanto.

Na montanha, Leon vê que Wesker o estava esperando fora do carro.
Wesker- Eu sei que você já está se cansando. Mas não se preocupe... Logo acabará quando eu liberar esta nova arma viral.
Leon continua no carro olhando com muita raiva pra Wesker.
Wesker- Ah... Se você pensa em me atropelar ou me jogar deste penhasco... Lembre-se que está linda coisinha está comigo. E quando liberada, a mesma tragédia que ocorreu eu Raccoon vai acontecer nos Estados Unidos inteiro. Depois, o mundo inteiro estará morto. Menos quem tiver a cura.
Leon sai do carro e resolve conversar com Wesker. Sem Wesker perceber, Leon havia pegado uma pedra e acertou Wesker na cabeça, o derrubando. Depois de Wesker estar no chão encolhido de dor, Leon pega o vírus do bolso de Wesker e dá uns passos para perto de seu carro.
Como não havia percebido que Leon havia pegado o vírus, Wesker ameaça jogar o frasco no chão.
Leon- Tem certeza que o vírus está com você? Ainda?
Wesker- Vejo que está mais esperto. Mas nem perto do meu nível.
Leon- Não... Estou bem longe do seu nível. Do seu nível de burrice. É tão alta que é impossível chegar aos pés.
Então ele entra no carro, engata a ré e volta uns quinze metros. Então ele acelera em direção a Wesker. Wesker ia sacar a arma quando é atingido pelo carro. Ele rola por cima do carro e cai uns quatro metros do carro.
Leon sai do carro e para ao lado de Wesker.
Leon- Hoje foi seu ultimo dia neste mundo. Eu disse que a dor que senti naquele acidente, não se compara ao que você iria sentir. Algumas horas atrás meu pensamento ainda não havia mudado. Eu queria ver você sofrer tanto...
Leon pisa com tudo na parte da perna que foi atingida pela Ashley no dia do enterro de Suzane. Wesker grita de dor.
Leon- Eu não quero me tornar você. Fazer você sofrer exatamente como fez a todos nós... Adeus Wesker.
Leon atira no peito de Wesker. Antes de dar seu último suspiro, ele diz:
-Se eu fosse você, não ficaria tão aliviado com minha morte. Haverá sempre alguém tentando fazer algo como a Umbrella, como a mim.

Um ano depois...
Claire estava num parque com o irmão de Andy, Michael. Ela e Ashley o adotaram. Ashley cuidava muito bem dele, pois além de estar cumprindo o pedido que Andy havia feito em seus últimos minutos, ela sentia consolo por ter alguém com o mesmo sangue do homem que ela havia amado. Amado de um modo que nunca poderia amar outro.

No Hospital Central de Bright City, Leon visitava Ada todos os dias. Com a esperança de que um dia, ela acordasse. Ele sempre levava consigo algo que tinha comprado para Ada na joalheria. Um dia enquanto Leon estava cochilando. Ada abre os olhos bem lentamente. Quando olha para o lado vê Leon dormindo. Ela dá um sorriso e fica olhando para ele. Não queria acordá-lo. Alguns minutos depois, Ashley aparece e dá um grande sorriso quando vê que Ada havia acordado. Junto com o sorriso, lágrimas nos olhos. Ela chorava de felicidade.
Ashley- Ada! Finalmente você acordou!
Com os gritos de Ashley, Leon acorda.
Leon- Ada... Eu... Eu to sem palavras. Esperei tanto por esse dia. E você acordou.
Ada- É... Acordei. O que aconteceu com Wesker? Está tudo acabado?
Leon- Sim. Ele está morto. E o vírus que ele tinha criado foi destruído. Não há mais nenhum perigo.
Ada- Parece que perdi coisas importantes. E o Andy e a Claire?
Ashley- A Claire tá bem... Ela tá com o irmãozinho do Andy. O Andy... Bem... Ele...
Pelo olhar de Ashley, Ada já havia entendido.
Ada- Sinto muito. Infelizmente quase todos que conheceram Wesker ou trabalharam com ele foi morto. Andy só teve o azar de ter conhecido o Wesker e ter sido manipulado por ele.
Ashley- Eu sinto muita falta dele. Eu me arrependo muito de ter dito que eu o odiava. Agora eu nunca vou poder corrigir meu erro.
Leon- Erm... Mudando de assunto. Ada, eu... Eu tenho uma coisa pra você. Oras... Cadê? Ah não... Não posso ter perdido.
Ada- Essa caixinha?
Ela apontava para a caixinha ao lado dela.
Leon- Essa mesmo. Abra.
Ada abre e vê um lindo anel com pequenos diamantes ao redor dela.
Leon- Bom... Quer se casar comigo? Sem imprevistos?
Ada- Claro! Sem imprevistos.
Leon- E você Ashley? Quer ser novamente a dama de honra?
Ashley- Se ninguém for morrer de novo, aceito.

Duas semanas depois...
Num dos mais belos parques de Bright City a cerimônia de casamento de Leon e Ada estava acontecendo. Somente amigos, parentes. Tudo ocorrera bem. Finalmente a alegria parecia estar do lado de Ada, Leon, Claire e Ashley.
Padre- E eu os declaro marido e mulher.




E finalmente depois de tanto sofrimento e perdas, Ada, Ashley, Claire e Leon terão paz... Será?!

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tik6.deviantart.com/
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Resident Evil: Caça ao Wesker   Hoje à(s) 5:16 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Resident Evil: Caça ao Wesker
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Resident Evil: Degeneration - DVDRip XviD - Dublado
» [Oficial] Resident Evil 6 [Ps3/Xbox360/PC] v3.0
» Resident Evil: Marhawa Desire recebe seu primeiro volume no Brasil.
» [PS3] Capcom revela algumas informações de Resident Evil 6
» Resident Evil 6 - Evento de lançamento em SP

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Games Fox :: Games Fox :: Sua História-
Ir para: