Games Fox

Happy Winter
 
InícioFAQBuscarRegistrar-seMembrosGruposLogin

Compartilhe | 
 

 Blood-A história de um assassino

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
#*~>Máah<~*#
Membro Vip
Membro Vip


Número de Mensagens : 282
Idade : 21
Localisation : PerebaCity,Axupitangangamaçu
Data de inscrição : 15/07/2007

MensagemAssunto: Blood-A história de um assassino   Sex Mar 21, 2008 4:57 pm




Cap. I-Fugitivo

6 de outubro de 2001-Liverpool,Inglaterra

-Então…Viemos fazer a transferência do sr. Larry Blood.-disse um policial.
-Ah,finalmente.Vamos ter paz nesse hospício.-disse o enfermeiro.
-Como assim?
-Sabe,Blood é o paciente mais louco de hospício.Tem uma cela separada e tivemos que amarrar a camisa de força com correntes,porque com a comum é muito fácil ele sair.Devido aos gritos dele todo dia,tivemos que amordaçá-lo
-O.O…Nossa…
-É a pura verdade.Pra você ter idéia,em apenas duas horas ele conseguiu matar 25 pessoas.E mortes brutais.Cabeças arrancadas,órgãos à mostra…Horrível de se ver.
-Então porque ele vai ser transferido,se aqui ele tem total segurança?!-disse o policial,assustado.
-Bem,de uns tempos pra cá,ele tem sido bem calmo e comportado.E o outro motivo é que alguns internos começaram a ter medo dele.
-Ah,tá.
-Não se preocupe,Blood agora não é capaz de fazer mal a ninguém.O psiquiatra disse que ele está curado.
-E sabe porque ele matou tanta gente?
-Não sei ao certo.Mas pelo que ouço falar foi tudo por amor.
-Por amor?
-Sim.A mulher que ele amava ia se casar com outro e ele quis provar que faria tudo por ela.Até matar pessoas inocentes.
-Minha nossa,é louco mesmo.
-Pois é.Dou graças a Deus por ele sair daqui.
-Oh…
O funcionário abriu a porta da cela,no cantinho estava um homem amordaçado com um olhar triste.Sua camisa de força era amarrada com correntes.
-Sr. Larry Blood.-disse o funcionário.
-Vamos,sr. Blood.-disse o policial.
-Não se preocupem,injetamos um sonífero muito forte nele.
-Está bem.
Blood adormeceu e o colocaram numa maca com cintas de couro.O tiraram do hospício e o colocaram dentro de um furgão com o símbolo da polícia.
-E aí?Esse é o famoso Blood?-disse uma policial.
-É sim.De acordo com o funcionário a viagem vai ser tranquila.
-Que bom.
[…]
Faziam duas horas que estavam viajando e Blood não se mexera.Até que o policial foi mexer no seu bolso e não achou sua faca.
-Ei,onde está a minha…Aaaah!-gritou o policial.
Blood estava com a faca e pulou para cima dele,abrindo a cabeça do policial com a faca.Ele olhou para a policial e sorriu.O motorista parou o furgão.
-Ei,que bagunça é essa…Não!-gritou.
Os policiais estavam mortos.Um com parte da cabeça arrancada e a outra com facas amarradas com correntes pelo corpo.Blood não estava lá.De repente surgiu um vulto atrás do motorista que o decapitou.Blood pegou as roupas do motorista e as vestiu.
[…]
-Elly!Passa a bola!-gritou Maria.
-Já vou.-gritou Elyon.
Elyon Grant era uma jovem de 14 anos totalmente diferente das outras.Era feliz,tinha amigos e era boa aluna.Coisas que resumiam apenas quando ela estava na escola.Porque,com certeza,não era feliz e nem tinha amigos no orfanato Midside.Desde que nasceu estava lá,e apesar de ser uma boa garota,nunca olharam para ela com bons olhos.
-Ih,tá na hora de você ir.-disse Estelly,a melhor amiga de Elyon.
-Ah,de volta ao purgatório.Até amanhã,meninas-disse Elyon,pegando a mochila e saindo do colégio.
-Tchau Elly!-disseram as garotas.
O orfanato não era muito longe.Mas Elyon gostaria de ter que andar quilômetros,para chegar lá apenas na hora de dormir.Todos a odiavam lá,até os casais que passavam por lá para adotar alguma criança olhavam para ela com nojo.O motivo?Só Deus sabe.
-Elyon Grant!Entre agora!-disse a vigia,no portão.
-Ah,não enche.
-Quer levar uma surra?-disse ela,puxando a orelha de Elyon.
-Ai!Calma!Eu tava jogando vôlei com as meninas!
-Você sabe muito bem o horário que é pra voltar para o orfanato.Me agradeça por eu não deixar você aí fora,mocinha!
-Pelo contrário,deveria ter demorado mais para ter o prazer de ficar fora dessa prisão.
-Meça as palavras,Elyon ou vou ser obrigada a lhe dar uns bons socos.Agora vá para o refeitório!E sem gracinhas!-disse ela,batendo no braço de Elly.
-E sem gracinhas!Ah,vai pro inferno!-disse Elyon,indo para o refeitório.
O orfanato Midside era bem grande e confortável.Todos os internos eram muito bem comportados,com exceção,é claro,de Elyon.Ela odiava o orfanato mais que tudo.E tinha motivos.
-Ah,oi Elly,chegando atrasada de novo?Daqui a pouco vai acabar sendo expulsa!Hahaha.-disse Marcella,a patricinha do orfanato.
-Pelo menos se eu sair,não fico em companhia de dondocas que não sabem nem quanto é 2+2.
-Atenção!Alunas maiores de 13 anos,dirijam-se ao salão principal! Atenção!Alunas maiores de 13 anos,dirijam-se ao salão principal!-disse uma voz,saindo de uma caixa de som.
-Uhu!Deve ter um casal doidinho pra adotar a gente!-disse Marcella,saindo com as amigas.
-E começa mais um dia…-disse Elyon,desanimada.
[…]
-Esta é Marcella Outt.É educada e bonita.-disse a diretora,apresentando Marcella.
-Começou a mentira…-sussurrou Elyon para sua colega do lado,que deu uma risadinha.
-E essa é a nossa Elyon Grant.É muito bonita e inteligente.
A mulher olhou com um sorriso para Elyon,mas o marido logo se aproximou da diretora.
-Diretora,eu e minha mulher podemos conversar com a senhora um instante…
-Claro.-disse a diretora.
Eles se dirigiram para o escritório e Elyon correu para a porta,querendo escutar a conversa.
-Querido,ela é linda e parece ser tão boazinha…
-Mas ela é a filha do Christopher e da Sofia!Lembra da tragédia que aconteceu por causa deles?Eu não quero uma menina que tenha o sangue deles!
-Senhor,acho que está sendo um pouco rude.Eu como diretora deste orfanato,conheço a Elly e…
-Não estou sendo rude nem nada!Só acho errado criar uma menina filha de duas pessoas que causaram a morte de 25 pessoas!Vamos Sheyla…
-Desculpe pelo transtorno-disse Sheyla.
Elyon voltou para o seu lugar.Então seus pais se chamavam Christopher e Sofia…Mas porque aquele homem havia dito que eles causaram a morte de 25 pessoas?





To be continued…


Última edição por #*~&gt;Máah&lt;~* em Sab Maio 10, 2008 1:30 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
#*~>Máah<~*#
Membro Vip
Membro Vip


Número de Mensagens : 282
Idade : 21
Localisation : PerebaCity,Axupitangangamaçu
Data de inscrição : 15/07/2007

MensagemAssunto: Re: Blood-A história de um assassino   Sex Mar 21, 2008 4:58 pm

Cap.II-O orfanato



-Elly?-perguntou a diretora.
-Sim,diretora Key.
-Notei que desde a visita daquele casal você ficou muito abalada.O que houve?
-Erm…Ah…
-Pode dizer a verdade.Ninguém vai machucá-la.
-Está bem.Estava querendo saber porque aquele homem não gostou de mim.Então fui escutar a conversa de vocês atrás da porta.
-Continue.
-Ouvi sobre meus pais e sobre o que eles causaram.Eu tenho mesmo pais?Se tenho,o que eles fizeram?
-Você tem pais sim.São Christopher e Sofia Grant.
-Porque eles me deixaram aqui?
-Elyon,é uma história complicada…
-Quero ouvir.
-Tudo bem.Sua mãe,Sofia,era uma moça muito linda,como você.Quase todos os rapazes gostavam dela.Mas ela gostava apenas de dois:Christopher Grant,seu pai, e Larry Blood.
-Larry Blood?
-Sim.Ela gostava muito dele,mas ele a desprezava.Então,ela resolveu se casar com Christopher.
-Puxa.
-Mas apesar de seu desprezo,Blood a amava com loucura.E ficou maluco quando soube do casamento de Christopher e Sofia.Ele dizia que Sofia era sua e de ninguém mais.
-Nossa…
-Tentou impedir o casamento de todas as maneiras.Mas nada adiantou.Até que ele tomou a idéia mais louca possível…
-Qual foi essa idéia?
-No dia do casamento,duas horas antes ele matou 25 pessoas e colocou-as num saco.E foi para o casamento.
-O.O.
-Quando chegou lá,Sofia ficou até feliz,pois pensava que ele ia dizer que a amava,mas…
-Mas?
-Ele abriu o saco e jogou os corpos na igreja,alegando que por Sofia,mataria até pessoas inocentes.O delegado o prendeu e o transferiu para um presídio na Índia.Seus pais se casaram e tiveram você.Por um ano,foram uma família feliz,até que…
-Até que?
-Souberam que Blood havia atacado policiais na Índia e por isso,ia vir para um hospício aqui,em Liverpool.
-Então…
-Seus pais a deixaram aqui para que Blood não a machucasse.
-Só queriam me proteger…Onde estão eles agora?
-Sua mãe,eu não sei.Mas seu pai…
-O que tem meu pai?
-Ele morreu.Tinha sopro no coração.Tão jovem,o Christopher…
-Quer dizer que…Meu pai…
-Sim,Elyon.Ele está morto.
Elyon colocou a cabeça na mesa e começou a chorar.Tinha pais,mas com a mãe desaparecida e o pai morto,era memo que não tê-los.
-Eu sei que é um choque muito grande para você,Elly.Mas por sorte,a mãe de Christopher,sua avó,etá viva.Mora em Barcelona.
-Na Espanha?
-Sim.Se quiser amanhã mesmo,falarei com ela.
-Sério?!
-Sim.
-Obrigada diretora!-disse Elyon,abraçando-a.
[…]
-Ai Marcie!Seu vestido tá lindo!-disse Fleur para Marcella.
-É claro que é lindo.Assim como eu.
Naquela noite aconteceria o baile de primavera no orfanato.Todos etavam animados,menos Elyon,que pouco se importava com essa festinhas.
-Elly!Querida!Onde achou esse vestido?No lixão?Hahaha!-disse Marcella.
-E o seu?Achou no esgoto?
-Pelo menos eu não sou filha da namorada de um assassino.
-Não fala assim da minha mãe!-disse Elyon,dando um tapa na cara de Marcella.
-Ai!Sua desgraçada…-disse Marcella.-Vamos meninas,não vamos nos unir aos vagabundos.
-Filha de assassino!Filha de assassino!-gritavam Marcella e as outras.
-Sinceramente,Marcella…Hoje eu gostaria que você morresse!-gritou Elyon.
[…]
O baile estava muito desanimado.Elyon não se interessava em dançar e ninguém a convidava.Todo pareciam muito felizes,mas claro que essa felicidade era fingida.
-E agora,o rei e a rainha do baile!-gritou a diretora.
Todos ficaram eufóricos,especialmente as garotas.
-Besteira.-disse Elyon.
-E o rei é…Todd Domell!-disse a diretora.
Todd subiu,acenando para todos.
-E a rainha é...
Todos ficaram na expectativa,menos Marcella,que tinha certeza de que ia ser a rainha.
-Elyon Grant!-gritou a diretora.
-Quê?!-disse Elyon.
-Não pode ser!-gritou Marcella
Elyon subiu ao palco,com cara de quem não sabia de nada,quando as luzes começaram a falhar e as portas e abriram.Um homem com uma máscara cinza cobrindo olhos e nariz entrou e foi até o palco.
-Depois de 14 anos,eu nunca esperava te ver novamente…-disse diretora,assustada.
-Nem eu,querida Sarah Key…
-Blood.-disse a diretora,antes que Blood lhe quebrasse a cabeça.
Os alunos começaram a correr e Blood foi matando de um por um por um.
-Elyon!-gritou Marcella,pedindo ajuda,pois seu vestido estava preso na mesa.
-Calma!-disse Elyon,rasgando o vestido.
As duas correram pelo corredor e Elyon ainda olhou para o vidro da porta,totalmente sujo de sangue.
Elas correram,mas Blood logo aiu e foi andando calmamente,como se de qualquer jeito fosse pegá-las.
-Rápido!Ele tá alcançando a gente!-disse Elyon.
-Não consigo correr mais…rápido.-disse Marcella,cansada.
-Tá bem,vamos entrar ali!-disse Elyon,entrando com ela em uma porta.
Elyon trancou a porta,enquanto Marcella descansava.
-E agora?O que a gente faz?-perguntou Elyon.
-Eu vou ligar pra polícia.-disse Marcella,pegando o telefone.
-“Alô?”-disse um policial.
-Socorro!O assassino Blood está aqui!Ele quer matar a gente!Ajuda a gente por favor!
-“Quem está falando?E onde vocês estão?”
-Aqui é Marcella Outt.Venham para orfanato Midside!Agora!
Marcella desligou e elas começaram a ouvir barulhos e o trinco da porta começou a girar.
-Fique quieta.Ele não pode nos machucar.-sussurrou Elyon,para acalmar Marcella.
O trinco parou de girar e os barulhos cessaram.Elyon e Marcella ouviram passos pelo corredor.
-Está tentando abrir…-disse Marcella,nervosa.
Os passos também pararam.Tudo ficou silencioso,quando ouviram um tiro e a porta foi arrombada.
-Aaaaaaaaaaaaaaaah!-as duas gritaram.
Blood foi andando em direção a Elyon,girando a faca e depois apontou para ela.
-Elly!-gritou Marcella.
Blood estava quase acertando a faca em Elyon,mas se virou para Marcella e cortou a garganta dela fora.
-Marcella!-gritou Elyon.
-Não…deixe…ele…fugir…-disse Marcella,que morreu.
-Não!-gritou Elyon,chorando.
-Eu realizei seu desejo.Acabei com este orfanato.Agora você está livre.-dise Blood,saindo.
Elyon ouviu sirenes e foi para o portão.Ela olhou para o jardim.Blood a etava obervando,mas saiu logo após.
-Quem é a senhorita?-perguntou o policial.
-Eu sou…Marcella Outt-disse Elyon.



To be continued…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
#*~>Máah<~*#
Membro Vip
Membro Vip


Número de Mensagens : 282
Idade : 21
Localisation : PerebaCity,Axupitangangamaçu
Data de inscrição : 15/07/2007

MensagemAssunto: Re: Blood-A história de um assassino   Sex Mar 21, 2008 4:58 pm

Cap.III-6 anos depois…


7 de outubro,2007-Paris,França


-Srta.Outt.-disse a enfermeira.
-Sim?-disse “Marcella”,sentada na cama.
-Hoje finalmente vai poder sair daqui.O seu médico disse que você está curada em parte do trauma. Mas ainda assim,recomendou um psiquiatra.O nome é Dave Cook.-disse a enfermeira,entregando o cartão.
-Obrigada.
Haviam se passado 6 anos desde o massacre no orfanato.Elyon,agora Marcella,havia tido um trauma muito forte,e foi transferida para um centro psiquiátrico,em Paris.Depois de tantos anos,finalmente voltaria para a Inglaterra.Blood?Foi pego e foi para um presídio de segurança máxima.
-Depois de tanto tempo…Vou voltar para Liverpool.Vou ver Estelly,Maria…Meus amigos.
[…]
-“Senhores passageiros,embarque imediato no portão B!”-disse uma voz mecânica no aeroporto,enquanto Elyon saía.
Agora estava estava em Londres.Ela abriu os braços e respirou o ar inglês.Logo depois,pegou um táxi.
-Por favor,pode me levar pra este endereço aqui?-disse Elyon,mostrando o cartão.-Obrigada.
[…]
-Srta. Marcella Outt?O dr. Cook está esperando.-disse a secretária.
-Finalmente.-disse Elyon,abrindo a porta.
O dr. Cook devia ter,pelo menos,21 anos.Era muito jovem,mas com um ar de velhice.Estava olhandoa ficha de internos do orfanato Midside,e notou a diferença entre Marcella e Elyon.Mas fingiu que não estava vendo nada.
-Oh,srta.Outt.Vejo que tenho uma bonita cliente.-disse ele,envergonhando Elyon.
-Ah,dr. Cook,eu queria dizer que…
-Me chame de Dave.E pode falar do que aconteceu há 6 anos atrás e do seu trauma.
-Bem,estávamos no baile.Quando as luzes se apagaram e ele entrou.Ele avançou para a diretora e quebrou a cabeça dela.Depois foi matando um a um.
-Pode continuar…
-Eu e minha colega Marc…Desculpe,Elyon,saímos correndo e entramos numa sala e trancamos a porta.
-Hm…
-Ligamos pra polícia.Mas ele entrou e quase me matava.Mas ele cortou a garganta da Elyon.
-Interessante.
-Ele foi embora.E eu saí.Fui com a polícia.Mas aí eles me transferiram pra Paris.
-Desculpe o transtorno,mas…Que idade a srta.tinha nessa época?
-14 anos.
-Interessante.Muito interessante…
-O que foi?
-De acordo com os registros,Marcella Outt tinha 15 anos naquele tempo.Era loira de olhos castanhos.E a cliente que estou falando agora é morena de olhos azuis.Além do que,Marcella tinha a pele muito dourada,e você é muito branca.
-Que está querendo dizer?!
-Sabe,seu perfil se encaixa perfeitamente com o de Elyon Grant…
-Dr. Cook,eu…
-Será que temos uma falsa identidade aqui?
-Pare agora…
-Quem será que está aqui?Marcella ou Elyon?Elyon ou Marcella?
-Pare!-disse Elyon,apontando um revólver para Dave.-Vai me ajudar ou não?
-O.O
-O senhor não entende…Aquele homem tem algo a ver com minha família e se eu for Elyon,nunca irão me dizer.Logo,tenho que ser Marcella.
-Está bem,desculpe.
-Obrigado.Agora preciso que me ajude a ir para Barcelona.
-Pra Barcelona?!Mas você não morava em Liverpool?
-Sim,mas minha avó está em Barcelona e eu preciso falar com ela…
-Está bem,vou ver se arrumo as passagens…
-E é melhor não contar o que houve aqui pra ninguém,ou eu estouro sua cabeça…
[…]
-Acorda,seu filho da mãe!Tá na hora do almoço!-gritou um funcionário do presídio.
Nenhum barulho foi ouvido.O policial pegou o rádio,mas alguém pulou em cima dele,batendo sua cabeça na parede.E vestiu a roupa do policial depois.
-Larry Blood está de volta.E pior do que nunca.-disse Blood,saindo do presídio.


To be continued…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
#*~>Máah<~*#
Membro Vip
Membro Vip


Número de Mensagens : 282
Idade : 21
Localisation : PerebaCity,Axupitangangamaçu
Data de inscrição : 15/07/2007

MensagemAssunto: Re: Blood-A história de um assassino   Sex Mar 21, 2008 5:00 pm

Cap.IV-Christopher


8 de outubro,2007-Liverpool,Inglaterra


-“Fugiu ontem do presídio Carton,Larry Blood,o assassino que matou 25 pessoas e massacrou o orfanato Midside.Foi encontrado o corpo de um policial,Landon Egg,perto da cela de onde estaria Blood.Mais informações depois dos comerciais…”-disse a apresentadora do noticiário.
-Nossa,imagine se Blood vier de novo pra cá…Vai fazer o maior estrago…-disse um policial.
-Ele não é burro de vir aqui nos encarar…-disse um policial metido.
-“E voltamos com nossa programação e…Aaaaaah!Não!Não!Nã…”-disse a apresentadora,passando a mão ensanguentada na câmera.
-Mas quem será que…-disseram os policiais,quando a porta se abriu e um homem de máscara cinza entrou.
-Olá rapazes.Vim fazer uma visitinha e passei pelo estúdio.Muito bonita está a srta. Maria,não é?Parece que foi ontem que eu a vi com seus 13 anos…Agora é a vez de vocês experimentarem o que ela sofreu agora.-disse Blood,pegando sua arma e estourando a cabeça dos policiais.
[…]
-Está tranquila?-perguntou Dave.
-Sim.-dise Elyon.
-Vamos encontrar sua avó.Eu prometo.-disse ele,pegando na mão de Elyon.
-Eu sei.
Quando o avião levantou vôo,a televisão que havia lá foi ligada.
-“Plantão urgente!Acabam de ser assassinados,em Liverpool,a equipe de um estúdio e a delegacia de polícia vizinha.Pessoas afirmam ter visto Larry Blood,um dos assassinos mais conhecidos do país por aquelas bandas.De acordo com o chefe do presídio Carton,Blood saiu vestido de um dos funcionários do presídio,sem ser percebido.Recomendamos que tranquem portas e janelas e não atendam para ninguém,afinal,nunca se sabe quando um foragido pode bater na sua porta…”-dise o apresentador,e logo depois a TV foi desligada.
-Ai meu Deus!-disse Elyon,querendo sair.
-Elyon,se acalme!Não dá mais para sair do avião!Não adianta nada.Blood está lá,mas com certeza vai ser detido.Não se preocupe…
-O problema é que eu acho que ele não foi por lá pelo simples prazer de matar.Ele foi atrás de mim.Eu tenho certeza.
[…]
-Eu vou achá-los…-disse Blood,subindo as escadas.
-Mamãe,estou com medo…-disse a garotinha.
-Se acalme,Sally.Ele não vai nos pegar.-disse uma mulher,abraçada com a garotinha.
-Estelly…Ainda me lembro de você…Linda,em seus 16 anos…É pena que vá morrer tão jovem…
-Vá embora,seu monstro!Deixe-nos em paz!-gritou Estelly.
Blood subiu e arrombou a porta.Ele ia matar Estelly,mas olhou pela janela e viu uma garota,olhando para ele.Blood derrubou a faca e desceu.Estelly e Sally olharam,mas não viram nada.
-Sofia…-disse Blood,indo em direção à garota.
Os carros de polícia chegaram e se aproximaram de Blood.Colocaram uma camisa de força nele,mas ele parecia não se importar.
-Sofia…-disse ele,enquanto era levado e a garota sumiu.
[…]
-É aqui.-disse Elyon,olhando o papel com o endereço.
A mansão Grant era enorme,toda cheia de plantas e flores,mas mesmo assim,expressava uma grande solidão.Uma velha de mais ou menos 60 anos apareceu e sentou-se numa cadeira próxima.Logo depois,viu Elyon e Dave.
-Olá minha senhora.Este é Dave Cook e eu sou E…
-Sofia?!Você aqui?!Oh Sofia!Como senti sua falta!-disse a velha,abraçando e beijando Elyon.
-Ei!Espera!Eu não sou Sofia!Meu nome é Elyon!
-Elyon?Então você…É a minha neta!
-Sim,sou sim.
-Ah,jurei que tivesse morrido.
-Na verdade,eu estava me passando por Marcella Outt.Preciso que me conte sobre meu pais.
-Sabe…Quase sempre há uma coisa que atrapalhe a felicidade de um casal.E o nome desta é Larry Blood.
-Continue.
-Christopher e Sofia eram felizes e iam se casar.Mas aí,Larry fez aquela imundície de jogar aqueles pobres corpos em solo sagrado…
-Minha nossa.
-Mas mesmo assim,Christopher e Sofia se casaram.E foram felizes demais para ser verdade.
-Hm…
-Mas Blood reapareceu e ameçou tirar você,Elyon,da vida dos dois para sempre.Então,entregaram você para o orfanato.Sofia foi-se embora e Christopher veio morar comigo.
-E como tinham notícias minhas?
-A diretora sempre enviou cartas,fotos,vídeos…O Christopher te amava demais…
-A diretora me disse que ele tinha sopro no coração.Morreu por causa disso.
-Sopro no coração?!Meu Chris nunca teve nada disso!Ele foi assassinado com um tiro de rifle!
-Assassinado?Mas quem o mataria?Não poderia ser Blood,ele estava no hospício!
-Não.Blood não estava no hospício nesse tempo.E eu tenho certeza de que foi ele quem matou meu Chris.Agora,se não se importam,gostaria de ficar sozinha.
-Está bem.Vou indo…Tchau…Vovó.-era esquisito,pois Elyon nunca havia tido uma avó.
-Tchau,minha querida.
-E agora?O que vai fazer?-perguntou Dave.
-Descobrir quem matou meu pai.E matá-lo.



To be continued…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
#*~>Máah<~*#
Membro Vip
Membro Vip


Número de Mensagens : 282
Idade : 21
Localisation : PerebaCity,Axupitangangamaçu
Data de inscrição : 15/07/2007

MensagemAssunto: Re: Blood-A história de um assassino   Sab Mar 29, 2008 6:29 pm

Cap.V-Mistérios


9 de outubro de 2007-Barcelona,Espanha


-Eu preciso descobrir…Eu sei que não é tão óbvio…Não sei mais em quem acreditar…
-Calma,Elyon.Vamos descobrir quem matou seu pai.Mas se ficar nervosa só vai piorar a situação. Lembre-se que ainda não está totalmente curada do trauma.
-Escuta aqui!Se alguém sabe se eu estou ou não curada,esse alguém sou eu!E quer saber mais? Nunca tive trauma nenhum!Eles inventaram isso só pra me trancar num hospício maldito que chamam de clínica psiquiátrica como se eu fosse um animal!Tudo por causa daquele imbecil do Blood!-disse Elyon,perdendo o controle.
-Acalme-se!-disse Dave,segurando-a.
-Acalme-se nada!Nós vamos voltar pra Liverpool agora!-disse Elyon,se soltando.
[…]
-O que vai fazer agora?
-Ligar para alguém que vai me ajudar.
Elyon pegou a lista telefônica e olhou na letra E.Digitou um número e o telefone começou a chamar.
-“Alô?”-disse uma voz feminina.
-Eu gostaria de falar com Estelly Locker.-disse Elyon.
-“Quem é?”
-É Elyon Grant quem quer falar.
-“Elyon?!Mas Elyon morreu há 6 anos atrás!”
-Não morreu não.Quem morreu foi Marcella Outt.
-“Elly!Sou eu!Estelly!
-Estelly!Minha amiga!
-“Como você está?”
-Bem.Ainda tem falado com a Maria?
-“Elly,a Maria…Ela…”-Estelly começou a chorar.
-O que foi,Estelly?
-“O Blood…Ele ontem fugiu do presídio e…”-Estelly começou a chorar desesperadamente.
-Não me diga que ele fez o que eu estou pensando que fez!
-“Sim…Ele matou a Maria…”
-Ah meu Deus…Mas que bando de policiais incompetentes são esses que botam para trabalhar hoje em dia?!
-“Pois é.Ele ia me matar também.Mas aí ele viu alguém lá fora.Eu e Sally olhamos,mas não havia ninguém.Deve ser crise de loucura.”
-Ele disse o nome dessa pessoa?
-“Sim.”
-E…Pode me dizer o nome dela?
-“Claro.O nome era Sofia.”
-So…Sofia?
-“Isso mesmo.”
Elyon derrubou o telefone.
-“Alô?Elyon?Tem alguém aí?
-Ah,oi Estelly,estou com um pouco de dor de cabeça.Acho melhor falar depois.-disse Elyon,pegando o telefone.
-“Tá bom.Tchau.”
-Tchau.-disse ela,desligando o telefone.
-O que foi?-perguntou Dave.
-O Blood.Matou minha amiga.E…quando ia matar uma outra amiga…Ele…Ele viu…
-O que foi que ele viu?
-A minha mãe.
[…]
-Sim?
-É Sheyla Snow?
-Sim.
-Sou Elyon Grant e este é Dave Cook.Há 6 anos atrás você e seu marido foram ao orfanato Midside adotar um jovem.
-Ah!A garota que Gerald não gostou!-disse Sheyla,sorrindo.
-Ela mesma.
-Você está tão linda.Igualzinha a sua mãe quando tinha 20 anos.
-Bem.Gostaria que a senhora respondesse algumas coisas pra mim,isso se seu marido não se incomodar.
-Não se preocupe.Meu marido morreu há dois anos atrás.
-Sinto muito.
-Oh,não há porque ficar triste,não é?Gerald sempre foi muito rabugento.Entre,entre.
-Eu gostaria de saber mais sobre meus pais.
-Oh,o Christopher e a Sofia.
-Sim.
-Pobre Christopher,morreu de um tumor no cérebro.E Sofia…Oh,era tão linda.Mas depois da morte de Christopher,desapareceu.
-Sabe onde eu posso conseguir mais informações sobre eles?
-Pode ir na Liverpool High School.Não é muito longe,mas não garanto que vá conseguir alguma coisa.
-Porque?Os funcionários não permitem?
-Hahaha.Está abandonada.Desde a formatura de seus pais,a escola faliu.
-Fica melhor assim.-disse Elyon,sorrindo para Dave.
-O que?-disse Sheyla.
-Nada,nada.Obrigado,Sheyla.
-Oh,volte quando quiser.-disse Sheyla,enquanto Elyon e Dave se afastavam.
-Está com o révolver?-perguntou Dave.
-Claro.-disse Elyon,carregando a arma.
-Vamos quando todos estiverem dormindo.E pegue esse silenciador.É melhor não fazermos barulho algum.
-Certo.
-Ok.Próxima parada,Liverpool High School.
[…]
-É aqui,Elly.-disse Dave,que agora estava mais próximo de Elyon.
-É melhor se afastar.-disse Elyon,mirando no grande cadeado que trancava o portão.
Já era meia noite e todos estavam dormindo.Elyon atirou no cadeado,que se quebrou,abrindo o portão. Elyon e Dave entraram.A escola estava velha e empoeirada.Havia nas paredes foto dos alunos e grandes janelas,que com a luz da lua iluminavam todo o salão.
-É uma bela construção.-disse Dave.
-Dave!Olha lá!Aquelas fotos!-disse Elyon,apontando para dois retratos.
Eles correram para lá.Havia o retrato de uma bela moça,muito parecida com Elyon,e havia escrito embaixo “Sofia Minch” e do lado havia o retrato de um rapaz loiro,e havia escrito “Christopher Grant”.
-São seus pais?
-Sim.
-E seu nome é Elyon Grant Minch?
-Sim.
-Eles estudavam aqui.
-É.
Dave olhava para os retratos.Mas um no fim da fila chamou a atenção de Elyon,que correu para lá.
-Elyon!
Dave correu atrás de Elyon.Ela estava parada em frente ao retrato e parecia muito assustada.Ea apontou para o nome do retrato,que era de um rapaz de olhos azuis.
-Larry Blood.-disse Elyon.
-O que?
-O nome dele.É Larry Blood.O assassino.
-Elyon,eu…Espera…Parece que tem alguma coisa atrás dos retratos!
-Então vamos descobrir o que é.
Elyon e Dave puxaram o retrato,mas ele não saía do lugar.Elyon pegou uma madeira caída e puxou o retrato.Ele caiu,junto com alguns tijolos,revelando uma passagem.
-Eu vou primeiro.Se eu achar uma corda,trago para você subir também.-disse Elyon,subindo em Dave e entrando na passagem.
-Ok.
Elyon se arrastou por um grande corredor,parecido com uma tubulação.Estava escuro e ela não havia trazido lanterna e caiu.Pegou uma velha lanterna perto dela e acendeu,revelando algo como um porão, cheio de livros velhos.Mas o que chamou a atenção de Elyon foi uma caixa de fotos num canto.
-Hm…Parece interessante…-disse Elyon,soprando a poeira da caixa e abrindo-a.
Havia fotos de alunos jogando futebol,na aula,conversando,mas em um canto havia fotos de formatura. Ela olhou uma a uma,nada de interessante,até que olhou as últimas fotos.
-Não pode ser…Isso deve ser…Pegadinha?
Estavam lá as fotos de Sofia com várias pessoas,mas na última foto ela estava beijando o rosto de um rapaz e embaixo havia escrito “Eu e Larry”.
-Dave!Dave!-disse Elyon,correndo com a foto para o salão.
-O que foi?!
-Olha bem esta foto!Presta atenção nela!
-Ora,não vejo nada de mais.É apenas um casal de jovens.
-Olha a legenda,Dave!
-Eu e Larry.O que tem isso?
-Será que você não se tocou?!Ele é Larry Blood!
-Sim,e o que tem de mais?!É apenas uma foto dele com alguma namorada.
-Dave,a “namorada” dele é a minha mãe!
-Nossa!
-Isso significa que o que a diretora Key disse era verdade…A minha mãe era apaixonada pelo Blood… E ele sentia o mesmo por ela!
-Quem é Key?E sua mãe não era apaixonada por Christopher Grant?
-Key era a diretora do orfanato.E é isso que eu não entendo!Se a minha mãe era apaixonada pelo Blood,porque se casou com meu pai?!Isso está cada vez mais confuso.
-Eu sei.E nós ainda não sabemos se seu pai morreu de morte natural ou foi assassinado.
-É.E só tem uma pessoa que vai poder me responder isso.
-Sério?Quem é?
-Larry Blood.



To be continued…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
#*~>Máah<~*#
Membro Vip
Membro Vip


Número de Mensagens : 282
Idade : 21
Localisation : PerebaCity,Axupitangangamaçu
Data de inscrição : 15/07/2007

MensagemAssunto: Re: Blood-A história de um assassino   Dom Abr 06, 2008 10:33 am

Cap. VI-A visita


11 de outubro de 2007-Liverpool,Inglaterra



-Entre.-disse Elyon,escondendo a foto de Sofia e Blood para atender a porta.
-Oi,Elly!-disse Dave,entrando.
-Ah,Dave!Já faz um dia que você não aparece!Isso não costuma ser atitude de um psiquiatra.-disse Elyon,brincando.
-Não,não é.Principalmente porque normalmente sãos os clientes que vão no consultório.Mas não vim aqui para dizer isso.
-Não?Então…Porque veio?
-Consegui arranjar uma visita para você.
-Visita?Mas quem é essa visita?
-O sr. Larry Blood.
-Quê?!
-Isso que você ouviu.Hoje,às 16h,presídio Carton.
-Eu não acredito que você fez isso,Dave!Obrigada!-disse Elyon,abraçando Dave.
-Foi difícil,mas consegui fazer o chefe do presídio me dar a autorização.-disse Dave,afastando-se de Elyon.
-Está bem.Ai droga!Só faltam 20 minutos!Vou me arrumar.Me espere no carro,Dave.
-Ok.
[…]
-Merece esse capricho todo pra ir no presídio?!-disse Dave,no carro,enquanto Elyon saía do prédio.
-Não me diga que está com ciúmes dos policiais…-disse Elyon,brincando.
-Não é isso.É que vestido curto e salto alto está um pouco exagerado,não?
-Não.
-Ah,deixa pra lá.Já sabe o que vai perguntar pro Blood?
-Sim.
-Elyon,eu realmente sinto muito pelo seu pai.Sei o quanto queria ter uma família…
-Isso não importa agora.Eu nem sei se ele é mesmo meu pai.Não sei se estão me enganando,como faziam no orfanato.
-Talvez fizessem isso pra poupar você de algum choque.
-Dave,eu até entenderia,porque naquela época era uma garota de 14 anos,sozinha e rejeitada.Mas hoje,mesmo eu tendo 20 anos,continuando mentindo.Por isso,quero descobrir tudo por mim mesma.
-E…Porque me chamou pra ajudar você?
-Porque eu sabia que você não me conhecendo,poderia me ajudar.E também,eu sabia que confiaria em mim-disse Elyon,sorrindo.
-E porque acha que o Blood vai te responder alguma coisa?
-Erm…
-Pode falar.
-Pode parecer incrível,mas no dia do massacre no orfanato,ele teve a chance de me matar,mas…Não fez isso…
-O.O.
-Sim.Ele ia enfiar a faca na minha cabeça…Mas…Naquela hora…Ele me olhou de um jeito…Que eu sabia que ele não iria me machucar…
-Ele te olhou com olhar de apaixonado,como se você fosse Sofia?
-Não.Foi um olhar que eu não sei descrever…Mas,depois desse olhar…Eu me senti segura…Pronta para fazer qualquer coisa.
-Nossa.
-Dave,eu sabia que ele não ia me machucar…Assim como eu sei que agora,ele não vai tentar fazer nada comigo…
[…]
-Bom dia,viemos fazer uma visita ao sr. Blood.-disse Elyon,para um policial.
-Erm…Mas nunca ninguém vem visitá-lo…E precisa de autorização…-disse o policial,olhando Elyon e sorrindo.
-Caham,tá aqui a autorização…Vamos,Elly…-disse Dave,mostrando a autorização e saindo com Elyon,irritado.
-E depois diz que não está com ciúmes…-disse Elyon,rindo.
-Ah,deixe de bobagens e vamos…-disse Dave,indo com Elyon até um policial perto de um corredor.
-Por favor,qual a cela do sr. Blood?-perguntou Dave.
-Porque quer saber?
-Jack,eles trouxeram autorização!-gritou o policial que eles haviam visto antes.
-Ah,então tá bem.Última cela,corredor direito.
Elyon e Dave foram para lá.Havia um homem algemado numa argola de ferro na parede.Ele tinha olhos bem azuis e parecia ser bem mais jovem do que realmente era.Elyon sentou-se num banco em frente à cela,que era separada das outras.
-Solte ele.-disse Elyon.
-O que?!Está louca,garotinha?!-disse o policial.
-Primeiro,ele não vai fazer mal pra mim e segundo,eu não sou garotinha.Eu sou Elyon Grant.
-Elyon?!-disse Blood,na cela.
-Calado!
-Não fale assim com ele.-disse Elyon,fuzilando o policial com o olhar.
-Mas…
-Solte ele.
-Srta. Elyon…
-Solte ele!Já disse!
-Uff…Está bem…-disse o policial,tirando as algemas de Blood.
-Obrigada.-disse Elyon.
-Se precisar de algo,grite.-disse o policial,saindo.
-Dave,vá com ele.
-Mas,Elly…
-Vá com ele…
-Elly,eu…
-Esta é uma conversa particular.
-Se é isso que você quer…-disse Dave,saindo.
-Ótimo,está melhor assim.
-Você é a filha da Sofia,não é?
-Sou sim.
-Reconheci.Parece muito com ela.
-Todos dizem que sou igual a ela quando tinha minha idade.
-Não,não é.
-Não sou?
-Não.Os olhos são diferentes.São azuis.Os de Sofia e de Christopher eram castanhos.Deve ter herdado isso da sua avó.
-Bom,não vim aqui para falar das minhas semelhanças com minha mãe.
-Ah,não?Então pra que veio?Pra pedir obrigado por eu não ter te matado no orfanato?
-Hã?!Como se lembra disso?
-Já sei.Te disseram que eu sou louco,e como loucos não se lembram de muita coisa…Escuta aqui,ô bonitinha…Eu nunca fui louco,ouviu?Nunca!
-É,estou vendo que sim…E estou feliz por isso.
-Está feliz por um assassino se lembrar de você?Ah vai pra sua casa,garota…Está perdendo tempo aqui.
-Escuta!Durante 20 anos da minha vida eu fui enganada por um monte de pessoas e agora que tenho alguém que pode me dizer quem eu sou me manda ir pra casa?!Faça o favor!
-Escuta você!Eu não sei quem você é ou de onde veio,mas não quero conversa!Então,vai embora!
-Não é verdade!Você abe do meu passado sim!
-E daí?!Que importa?!Agora por favor,retire-se!
-Você a amava,é por isso…
-Hã?!
-A minha mãe.Você amava ela não é?E ela te amava também…
-Quem te disse isso,garota?
-Eu descobri por mim mesma.Lembra-se disto?-disse ela,mostrando a foto.
-Onde encontrou isto?
-Na Liverpool High School.Encontrei num porão.
-Ah,ela havia esquecido lá.Mas ai aquele…Ugh…-disse Blood,apertando os punhos.
-Acalme-se.Sabe,tenho perguntado para várias pessoas sobre a morte do meu pai…Umas dizem que ele tinha sopro no coração…Outras,que ele levou um tiro de rifle…Já outras diziam que ele tinha um tumor no cérebro…Mas todas afirmam que depois que e casou com minha mãe,ele foi muito feliz.
-Hahaha!Sopro,tumor,rifle…Hahaha!
-De que está rindo?!
-Garota,você tá muito mal informada mesmo…
-Primeiro,pode me contar o que aconteceu…E segundo,meu nome é Elyon!
-Está bem,Elyon.O que quer saber?
-Tudo que puder me contar.
-Bom,vamos começar.Eu e Sofia começamos a namorar quando tínhamos 15 anos.A coitadinha… Achava que estava parecendo uma idiota quando disse que era apaixonada por mim…Era engraçada a Sofia.
-Parecia que vocês se amavam muito.
-Sim.Mas tinha um porém…
-Que porém?
-Christopher.
-Meu pai?
-Sim.
-Mas o que ele fez?
-Ele era rico,tinha tudo.Mas mesmo assim ele sempre teve inveja de mim.E quando começei a namorar a Sofia não foi diferente…Ele não aceitava que a garota mais bonita de todo o Liverpool High School fosse apaixonada por mim…
-Pelo jeito,meu pai não era tão bom e inocente como dizem…
-Claro que não.Diziam isso porque ele ameaçava que o pai dele ia despedir todo mundo se não agradassem e falassem bem dele…Era um idiota…
-Se minha mãe gostava de você…Porque se casou com meu pai?
-Porque aquele imbecil do seu pai armou pra cima de mim.
-Como assim?
-Eu e Sofia estávamos passeando.Ela foi comprar um suco e nessa hora ele mandou uma garota,que me deu um beijo.A Sofia ficou triste demais e saiu.Então,ele aproveitou para ficar com ela.
-Puxa,nunca imaginei que meu pai fosse tão ruim com as pessoas…
-E o pior.Quando eu fui dizer para Sofia que era tudo um mal entendido,ela disse que estava namorando Christopher e me botou pra fora da casa dela.
-Meu pai era um verdadeiro sujo.
-Pode ter certeza que sim.
-Acabou o horário de visita,srta. Elyon.-disse um policial,entrando na cela e algemando Blood.
-Mas ainda tenho que fazer algumas perguntas!
-Acabou o horário de visita.Terá que conseguir outra autorização para vir outro dia.
-Mas isso é um absurdo!Só se passaram 15 minutos!
-Escuta,menina,esse presídio tem os criminosos mais perigosos da Inglaterra e queria que a gente desse mais que 15 minutos?!É muita audácia!Agora saia!
-Não se preocupe,Elyon…Continuamos nossa conversa outro dia.-disse Blood,enquanto Elyon saía.
[…]
-E aí?Como foi a conversa?-disse Dave,enquanto voltavam.
-Aquele homem é inocente.
-O que?
-Blood é inocente.Aquele não é o lugar dele.-disse Elyon,sorrindo para Dave.
-Ah não…Não,não…Se eu estou pensando que você vai me pedir o que eu estou pensando… Não,Elyon.
-Por favor,Dave…É necessário.
-Mas,Elyon…É loucura…
-Você confia em mim?
-Erm…
-Confia ou não?
-Confio.
-Então vai correr tudo bem.


To be continued…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
#*~>Máah<~*#
Membro Vip
Membro Vip


Número de Mensagens : 282
Idade : 21
Localisation : PerebaCity,Axupitangangamaçu
Data de inscrição : 15/07/2007

MensagemAssunto: Re: Blood-A história de um assassino   Sab Abr 12, 2008 6:43 pm

Cap.VII-Fuga


11 de outubro de 2007-Liverpool,Inglaterra



-Eu realmente não sei como fui aceitar essa sua proposta,Elly…
-Ora Dave,admita,você não resiste aos meus olhos azuis.-disse Elyon,rindo.
-E o pior é que não ¬¬…-sussurrou Dave.
-O que disse?
-Nada,nada.Estava pensando no meu consultório.
-Dave,me diz…Qual foi a maior loucura que você já fez?
-Aceitar você como paciente!
-Hahaha.
[…]
-É aqui.Vai lá e faz o que tem fazer…-disse Elyon,enquanto Dave descia do carro.
-“Jack,está tudo ok aí?”-dizia pelo rádio.
-Está tudo ok.-dizia o policial.
Jack era o policial que Elyon e Dave haviam visto de manhã.Estava fazendo a ronda noturna,pois já era 1 da manhã.De repente,um vulto apareceu por detrás dele e o atacou.
-Ei!Mas é aquele…Oh…-disse Jack,com um lenço na cara,provavelmente contendo alguma substância que apagasse a pessoa.
-“Jack,está tudo bem?Jack?Jack,responda!Jack!”
-Está tudo bem sim.-disse Dave,vestido com as roupas de Jack.
[…]
-Hey Jack!Há quanto tempo!-disse um policial,batendo no ombro de “Jack”.
-Oi,cara!O chefe pediu que eu levasse o Blood pra solitária…Disse que ele anda comportando-se muito mal.-disse Dave,sorrindo.
-Ah,tá certo.Dá-lhe,grande Jack!-disse o policial,saindo.
-Hã?!Quem atrapalhou meu so…Ei!Hm!-disse Blood,enquanto Dave colocava um saco na sua cabeça.
-Vamos!-disse ele,correndo com Blood.
-Chefe,não sei que mal em perguntar,mas o que o Blood fez para ir para a solitária?
-Blood?Mas ele não fez nada!
-Então porque…
-Impostor!Impostor!-gritava o verdadeiro Jack,só de cueca,entrando na sala.
-Chamem reforços!-gritou o diretor do presídio.
-Ai,droga…Sozinho eu não vou conseguir…Elyon!-gritou Dave.
-Está perdido!-disseram os policiais,chegando com os cacetetes,prontos para bater em Dave.
-Olá rapazes!-disse Elyon,aparecendo na frente de Dave e Blood.
-Ei,não é aquela gatinha que apareceu hoje de manhã?
-Me chamou de que?-disse Elyon.
-Gatinha,bonitinha,gostosa…
-Devia tomar mais cuidado com o que diz.-disse Elyon,pegando dois révolveres com silenciador e atirando nos policiais.
-Você tá louca?!Você matou policiais!-disse Dave,correndo com Elyon e Blood.
-Calma,só atirei dardos com sonífero.E então?O que achou da minha descrição que aquele policial deu?
-Juro que se ele tivesse dito mais uma palavra,eu quebrava aquele cacetete na cabeça dele!
-Hahaha.Isso vai ser divertido.
-Preparem 4 viaturas e um furgão!Dois elementos suspeitos estão fugindo com o Larry Blood!Se não pararem aquele carro,vão se arrepender de ter nascido!-gritou o diretor pelo rádio,enquanto os policiais entravam nos carros e iam atrás de Dave e Elyon.
-Dave,tem um furgão atrás da gente!-disse Elyon,olhando para atrás.
-Não se preocupe,aqui é cheio de curvas!Eles podem cair no penhasco a qualquer momento!
-E a gente?!Também não pode cair não?!
-Não se preocupa!Eu fui um dos melhores na auto-escola!
E começava a perseguição.Dave fazia várias curvas,e Elyon e Blood batiam nas paredes do carro. Várias viaturas caíram,mas muito mais aparecia e o furgão,que era o principal objetivo,não caía.De repente,policiais começaram a sair de dentro do furgão,atirando no carro de Dave.Elyon pegou os révolveres e começou a atirar,mas do nada apareciam policiais.
-Ei!Tá precisando de ajuda?-disse Blood,tirando o saco da cabeça.
-Mas suas mãos estavam amarradas!Como se soltou?
-O nó estava muito frouxo,foi fácil de sair.E aí?Quer ajuda ou não?
-Claro!Pega essa espingarda aqui!-disse Elyon,passando a espingarda para Blood.
Elyon e Blood começaram a atirar.Apareciam vários policiais e o diretor do presídio,também atirando.
-Se segurem!-gritou Dave.
Dave começou a fazer curvas com o carro e várias viaturas e o carro do diretor caíram de uma só vez.
-Dave,ainda tem muitas!Devem ter umas oito.-disse Elyon,enquanto atirava.
Dave começou a fazer mais curvas,mas as viaturas não caíam.Ele fez uma curva muito grande,que abriu a porta do carro,fazendo Elyon cair do banco e se segurar num pedaço de ferro.
-Elyon!-gritou Dave.
-Aaaaaaaaaaaaah!Alguém me ajuda!
Blood surgiu.Estava segurando uma faca.
-Larry,por favor…Não faça isso…
Blood estava prestes a cravar a faca na mão de Elyon,mas virou-se e enfiou-a na cabeça de um policial,que estava com a arma apontada para Elyon.Ele pegou a mão dela e colocou-a de volta no banco.
-Eu nunca iria matar você…Você está salvando minha vida…
-Obrigada.
-Não estamos conseguindo derrubá-los!E não vamos aguentar por muito tempo!-gritou Dave.
-Ei!Olha lá!Uma fazenda abandonada!-gritou Blood.
-Vamos entrar lá!-gritou Dave.
Dave,Elyon e Blood saíram do carro e correram para o pomar,com Elyon e Blood atirando nos policiais.
-Ai,não!A munição acabou e não trouxemos mais!E agora?-disse Elyon,olhando a arma.
-Tem um jeito.Matando eles.-disse Blood.
-Mas como?-perguntou Elyon.
-Ao melhor estilo Larry Blood.-disse Blood,pegando duas facas.
[…]
-É,vamos embora.Aqui eles não estão.-disse o policial.
-Vamos.-disse o outro.
De repente,Elyon e Blood pularam nos policiais,decapitando-os.Vinham mais,mas Elyon e Blood matavam eles com as facas.Eles iam indo bem,mas um policial pegou Elyon e começou a enforcá-la.
-Me solta,seu…Uff…-disse Elyon,chutando o policial.
-Não há pra onde fugir agora,gatinha…-disse o policial,rindo.
Elyon estava quase perdendo os sentidos,quando alguém atirou no policial e depois,começou a bater na cabeça dele com o cacetete,matando-o.Elyon caiu,mas a pessoa segurou-a.
-Ah…Ar…Dave!-disse Elyon,vendo que a pessoa que a segurava era Dave.
-Eu disse que se ele dissesse aquilo mais uma vez,eu ia dar uma surra de cacetete nele,não foi?
-Se sobrevivermos,me lembre de agradecer.-disse Elyon,pegando sua faca.
Foi uma lutadura,mas Elyon,Dave e Blood conseguiram vencer os policiais.Quando voltaram para o carro,Dave retirou a placa e colocou outra.
-Trocou a placa?-perguntou Elyon.
-Sim.Acha que eu ia correr o risco de me verem com a placa original?
-Você é muito esperto,Dave.
-Ah,finalmente vou poder ir pra casa.-disse Blood.
-Quê?Quer ir com cara de assassino?Tem que pelo menos fazer essa barba e cortar o cabelo!-disse Elyon.
-Quê?Quer fazer a minha barba e cortar o meu cabelo como?Com gilete e tesoura invisível?
-É jutamente por isso que eu trouxe gilete,creme de barbear e tesoura.E aqui deve ter água e espelho. Portanto,não há como fugir,Larry.-disse Elyon,sorrindo.
-Ah não -.- …
[…]
Blood parecia 10 anos mais jovem depois de cortar o cabelo e fazer a barba.
-Agora sim…Parece gente!-disse Elyon,rindo.
-Pra que eu fui fugir com essa louca ¬¬…
-Isso não te interessa.Agora quero terminar a conversa de ontem.Pode me contar o que aconteceu com meus pais,depois que…Christopher roubou Sofia de você…
-Claro…Foi o casamento…
-Casamento?
-Sim.Vou lhe contar tudo,Elyon…O fatídico dia do casamento.



To be continued…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
#*~>Máah<~*#
Membro Vip
Membro Vip


Número de Mensagens : 282
Idade : 21
Localisation : PerebaCity,Axupitangangamaçu
Data de inscrição : 15/07/2007

MensagemAssunto: Re: Blood-A história de um assassino   Sab Abr 19, 2008 4:20 pm

Cap. VIII-Flashback


7 de maio de 1987-Liverpool,Inglaterra


-Ai,Sofia!Você tá muito linda!-disse a amiga de Sofia,Amy.
-Não ficaria tão feliz assim…-disse Sofia,dando um suspiro.
-Ai,eu sei que você queria estar casando com o Larry…
-Mas não está.E devo admitir que a escolha que ela fez foi muito melhor…Quer fazer o favor de sair daqui?Vai tirar o brilho da minha Sofia.-disse uma mulher de coque e óculos entrando.
-Mamãe!O que faz aqui?
-Ora!Acha que eu ia faltar no casamento da minha filha com o homem da vida dela?
-Mamãe,ele não é o homem da minha vida…
-Vai dizer que é aquele Larry Blood?Nem nome bonito aquilo tem…
-Mas é o homem que eu amo.
-Amor,amor…Eu me casei com seu pai por amor e olha no que deu!Hoje ele é um bêbado desempregado!
-Pelo menos,ele me apóia!
-Ah,minha querida…Pense só…O Christopher é um rapaz lindo,educado,de boa família…
-Rico!Será que você não pensa em outra coisa a não ser dinheiro?!
-Deixe isso pra lá.Vou deixar você sozinha.-disse a mãe de Sofia,saindo.
Sofia se ajoelhou e começou a chorar.Queria acreditar em Larry,mas desde aquele beijo,não conseguia mais ter confiança nele.E o único jeito de ajudar a pequena Elyon,um bebê de 10 meses,era se casando com Christopher,pai dela e o único que poderia dar uma educação decente para ela.De repente,Sofia ouviu Christopher falando com alguém na outra sala.
-Tá aqui o pagamento.Mas nem pense em abrir a boca,ouviu?!
-Claro,Chris.Seus segredos estão bem guardados comigo.
-Se a Sofia souber que aquele filho da mãe do Blood não te beijou de verdade,ela nunca se casará comigo.
-Calma,Christopher.Eu não vou falar nada pra ninguém.
-Ótimo.Ou se não eu arranco essa língua de trapo.
-Então meu Larry nunca beijou ninguém…-disse Sofia,se levantando.
[…]
-Se alguém tiver alguma coisa contra este casamento,fale agora ou cale-se para sempre.-disse o padre.
-Eu tenho.-disse Blood,entrando na igreja.
-Blood?!-gritou Christopher.
-Larry!-sorriu Sofia.
-Sofia,eu não aguento mais,eu te amo com loucura,sem você eu não consigo respirar,você é minha vida,é tudo que eu mais amo nesse mudo!Por favor,Sofia,não casa com ele!Ele é um farsante!
-Larry,eu…
-Chega disso.Diga o sim,Sofia.
-Larry!
Blood se aproximou,mas alguém lá em cima puxou uma alavanca,que abriu uma rede,derrubando vários corpos mortos no chão.
-..!
-Eu…Eu não…-disse Larry.
-Guardas!Prendam esse louco!-disse Christopher,enquanto guardas seguravam Blood.
-Senhor,botamos ele pra fora?
-Não.Deixem ele ver a sua amada Sofia se casando com outro.-disse Christopher,sorrindo.
-Não!Sofia!
-Christopher Grant,você aceita essa mulher como sua…
-Espere padre…Preparei algo especial para este casamento…Meninas,tragam as taças!
Duas garotas troxeram taças com água e uma faca e entregaram para Christopher.Ele pegou a faca e fez um pequeno corte no dedo e no de Sofia e derramou o sangue nas taças.
-Continue,padre.
-Erm Oo’…Christopher Grant você aceita Sofia Minch como sua esposa?
-Aceito.-disse Christopher,bebendo o sangue com água no copo.
-Porque está fazendo isso?É ridículo!
-Sofia,minha querida,com isto vamos sempre estar juntos de corpo ou de alma.
-E você,Sofia Minch…Aceita Christopher Grant como seu esposo?
Silêncio na igreja.Christopher entregou o copo para Sofia.
-Se você beber isso,nem mil palavras para o padre vão dar uma aceitação maior.-disse Christopher.
Mais silêncio.Todos ficavam na expectativa e Blood tentava soltar-se.Sofia aproximou o copo do rosto, mas derramou o sangue.
-Nem que você fosse a última pessoa que existisse no mundo eu me casaria com você.Seu sujo.Você pagou uma garota para beijar meu Larry,para que eu terminasse com ele.
-Imya!Não me diga que você contou!
-Imya não contou nada!Eu ouvi vocês conversando atrás da porta!Seu imundo!Soltem Larry!
Os guardas soltaram Blood.Sofia o abaraçou,mas Christopher a puxou de novo para perto do altar.
-Você vai se casar comigo…
-Nem que eu seja decaptada!
Sofia derrubou o buquê no chão,rasgou o vestido e derrubou as flores da igreja.Ela jogou a caixa com as alianças no chão e olhou para Christopher com ódio.
-Odeio esse buquê!Odeio esse vestido!Odeio essa decoração!Odeio essas alianças!Eu te odeio, Christopher!-gritou Sofia.
Ficou um silêncio na igreja.Sofia andou até perto de uma senhora com um bebê nos braços.
-Ah,Elly…Meu pequeno tesouro…Espero que me perdoe um dia.-disse Sofia,beijando o bebê.
Sofia e dirigiu à Blood e o beijou.
-Saiba que eu sempre vou te amar.
-Eu também,Sofia.
Sofia foi para perto da porta da igreja,desceu as escadas e olhou para trás.
-Eu tenho nojo de você,Christopher.-disse Sofia,correndo para fora da igreja.
-Sofia!-gritaram Blood e Grant.
Christopher correu para fora e Blood também.Eles começaram a brigar,mas Christopher derrubou Blood e segurou o braço de Sofia.
-Me solta!
-Não!Você vai voltar naquela igreja e casar comigo!
-Não!
-Solta ela!-disse Blood,dando um soco em Christopher.
Blood e Christopher ficaram dando socos.Mas Sofia percebeu uma bolinha vermelha na cabeça de Blood.
-Larry!Corre!Vão atirar em você!
-Hã?!
A bolinha passou para Sofia.Alguém ia atirar,mas Blood foi mais rápido,empurrando Sofia e caindo com ela no chão.Christopher olhou para a árvore de onde vinha a bolinha e viu alguém.
-Você!-disse Christopher,que logo depois levou vários tiros de metralhadora no corpo inteiro.
-Christopher!-gritou Sofia.
Todos correram para fora da igreja.O corpo de Christopher estava no gramado,sangue escorrendo para todos os lados.
-Ai meu Deus!Chris…Christopher!-gritou Sofia,ao lado do cadáver.
[…]
-E agora?Que vai fazer?-perguntou Blood.
-Ir embora de Liverpool.-disse Sofia.
-O quê?!
-Isso mesmo.Fiquei muito chocada com a morte do Christopher.Vou para Nova Jersey,nos Estados Unidos.
-Vai mesmo me deixar?!
-Sim.-disse Sofia,com uma lágrima no olho.
-E sua filha?
-A Elyon?Deixei ela no orfanato Midside.Assim ela nunca vai saber desse dia horrível e nem quem foram seus pais.Meu trem está chegando.Adeus,Larry.
-Adeus,Sofia.-disse Blood,beijando-a.
Sofia entrou no trem,mas logo depois policiais apareceram e algemaram Blood.Sofia tentou sair,mas um funcionário a impediu.
-Ei!O que está havendo?!-disse Blood,sendo algemado.
-Larry!Não façam mal a ele!-disse Sofia,tentando sair.
-Senhorita,por favor mantenha-se dentro do trem.
-Mas o meu amigo está lá!
-Sofia!Me ajuda!-gritou Larry,sendo levado.
-Larry!
-Sofia!
O trem fechou as portas e partiu.


To be continued…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
#*~>Máah<~*#
Membro Vip
Membro Vip


Número de Mensagens : 282
Idade : 21
Localisation : PerebaCity,Axupitangangamaçu
Data de inscrição : 15/07/2007

MensagemAssunto: Re: Blood-A história de um assassino   Dom Abr 20, 2008 9:20 pm

Cap.IX-Arquivos


11 de outubro de 2007-Liverpool,Inglaterra


-E é isso.Sua mãe nunca quis que você soubesse dessas coisas.Ela achava que você poderia ter algum trauma.
-Ela só quis me proteger…Ei espera!Como eu vou saber se você não está mentindo também?!
-Se quer provas…Procure no orfanato Midside.
-No orfanato?!
-Sim.Você não sabia disso também?
-Do quê?!
-A diretora Key é tia de Christopher.
-Hã?!Agora que eu não tô entendendo nada.
-Christopher morava em Paddington.Mas aí a mãe dele achou melhor ele vir estudar aqui.E Sarah Key, tia dele,cuidou dele na sua estada.
-O.O…Por isso era tão carinhosa comigo…
-Sim.Deve ter as fotos do corpo no orfanato.
-O orfanato está abandonado…Podemos investigar…Dave,vamos para o orfanato…
-Certo,Elly.
[…]
-Está pronta?-perguntou Dave.
-Faz seis anos…Eu…Nunca pensei que voltaria aqui…
-Eu sei o quanto esse lugar significa pra você…
-Significar o quê?Me tratavam como uma criatura perigosa…
-Desculpe por ter destruído esse orfanato,Elyon…-disse Blood.
-Não deve dizer que sente muito…Eu lhe devo um agradecimento por ter feito aquilo.
Elyon,Dave e Blood entraram estava empoeirado,com teias de aranha e ainda havia marcas de sangue no chão.Eles entraram no salão de baile.Estava todo desarrumado.Mesas e cadeiras por todo os lados, muitas delas quebradas,flores murchas em vasos quebrados,cortinas rasgadas.Tudo destruído.Eles saíram e foram para o escritório de Sarah Key.Estava tudo igualzinho ao que era seis anos atrás.
-Elyon!Olha essa caixa!-disse Dave,mostrando uma caixa de madeira.
-O que será que tem aí dentro?
-Lembranças.-disse Blood.
Dave abriu a caixa.Havia várias fotos de Christopher,bebê e adolescente.Também havia fotos do casamento.Dave pegou uma foto de Sofia no casamento.Estava com uma lágrima no olho e a luz do sol entrava por trás dela,iluminando-a.Elyon pegou uma foto de corpo de Christopher baleado e ficou chocada.
-Ela parecia um anjo nessa foto.-disse Blood,olhando a foto de Sofia.
-Eu nunca imaginei que isso fosse acontecer…-disse Elyon.
-O que houve,Elly?-perguntou Dave.
-Ele podia ser um canalha…Mas ainda era meu pai…
-Elly!Olha pra cá!-disse Dave,pegando o celular.
Elyon olhou.Estava amanhecendo e a luz iluminava ela.Estava com uma lágrima no olho.
-Perfeito!
-Pra que essa foto?
-Talvez um dia nós precisemos dela para provar…
-Provar o quê?Se eu sou mesmo filha de Sofia Grant ou sou uma farsa?
-Não,Elyon…Eu não quis…
-Espera!Aquele parquinho…Eu lembro de ter ido lá…-disse Elyon,apontando para um parque não muito longe.
-Quando criança?
-Não,quando…
Elyon correu para fora.Dave e Blood foram atrás dela.Ela correu para o parque,e parecia procurar algo. Ela se agachou no chão e começou cavar,quando seu dedo se machucou em alguma coisa.
-Ai!
-O que houve,Elly?-perguntou Dave.
-O meu dedo se machucou num…espinho?!
Elyon puxou a coisa que a havia machucado.Era um buquê de rosas murchas.
-Hã?!Que é que esse buquê tá fazendo aqui?Espera…Tem uma carta aqui!
Elyon pegou a carta e abriu.
“Querida Elly…
Espero que me perdoe um dia por ter te abandonado.Deixo essa carta e essas flores com sua tia Sarah,as flores são para agora.A carta é para você ler quando você tiver idade suficiente para entendê-la.Estou indo embora de Liverpool.Vou para a Las Vegas.Com certeza,Larry vai me procurar.E direi que estou em Nova Jersey.Não quero que ele vá atrás de mim.Sinto muito pelo seu pai.Por favor,me perdoe.Só quero sua segurança.Quero que me entenda.Só quero ver você feliz e segura.Estou esperando por você em Las Vegas.Eu te amo,querida.
Com amor…
Sofia

-Aquela desgraçada da diretora enterrou a carta para que eu nunca a descobrisse…-disse Elyon,chorando e apertando a carta.
-Elly,puxa,eu nunca esperei que…
-Não há nada que esperar,Dave…Eu vou para Las Vegas…Se quiser,venha comigo.
-Eu vou com você,Elly.
-Obrigada,Dave.
-Bem…Não há nada mais em Liverpool pra mim,a não ser o hospício e a cadeia…Vou com vocês.-disse Blood.
-Acho melhor ir para um hotel.Meu apartamento fica longe e todos estamos muito cansados.
-Tem razão,Elly.
[…]
-Com licença,meu nome é Elyon e esses aqui são Dave e Larry.Poderia nos dar um quarto?
-Claro.Aqui estão as chaves.-disse o balconista,entregando a chave.
Elyon,Dave e Blood iam subir,mas o balconista ligou a TV e viu no jornal uma reportagem.
-“Atenção!Todos os moradores de Liverpool devem ficar atentos!Fugiu esta noite do presídio Carton,o perigoso assassino Larry Blood!Junto com ele estavam estes dois elementos ainda identificados…”-disse o jornalista,enquanto passavam as fotos de Elyon e Dave na TV.
-Ei!Vocês são aqueles da TV!-gritou o balconista.
-Erm…A gente pode explicar…e¬e…-disse Elyon,se afastando.
-Fora daqui!Fora!-disse o balconista,jogando coisas em Elyon,Dave e Blood.
-É isso que dá andar com um criminoso!-disse Dave,correndo.
-Mais respeito,rapaz!-disse Blood.
-Querem parar de brigar e entrar no carro?!-dise Elyon.
Os três entraram no carro e saíram,mas mesmo assim o balconista continuava jogando coisas.
[…]
-Alô?Vovó?
-“Elly?”
-Ela mesma.A senhora tem alguma casa em Las Vegas?Gostaríamos de ir para lá.
-“Ih,tenho não.Mas posso arranjar.Mas vai demorar alguns meses…”
-Mas precisamos com urgência da casa!
-“Bem,eu tenho uma casa em Angola,na África.Até arranjar a casa,você pode ficar lá.”
-Está bem.Pode arranjar as passagens?Estou sem dinheiro.
-“Sim,claro.Vai mais gente com você?”
-Sim,vão mais dois amigos.Dave Cook e Jerry White.
-“Vou falar com a agência de viagens.Tchau,querida.”
-Tchau,vovó.Muito obrigada mesmo.
-E aí?Conseguiu pasagens pra Las Vegas?-perguntou Dave.
-Não.Vovó não tem nenhuma casa por lá.Vamos para Angola.E você,Larry,agora se chama Jerry White.
-Que insulto para a família Blood ¬¬…-disse Blood.
-Pode até ser.Mas acha que iam deixar o maior criminoso da Inglaterra ir tranquilo para Angola?
-¬¬…
[…]
-Ah não!Tudo bem…Dizer que sou Jerry White,tudo bem…Mas me vestir como um CDF já é demais!
-Cala a boca,Larry!Quer que te prendam de novo?!
-Tá bem,tá bem ¬¬…
-Bom dia,o que desejam?-perguntou uma moça no balcão do check-in.
-Olá.Sou Elyon Grant,e esses são meus amigos,Dave Cook e Jerry White.Minha avó comprou passagens no nosso nome.
-Ah claro!Me dêem suas malas por favor e dirijam-se ao portão de embarque D.
-Obrigada.
[…]
Elyon,Dave e Blood já estavam em Angola há algumas horas.Era um lugar muito bonito,cheio de plantas.
-Está gostando do lugar?-perguntou Dave,encostando-se na sacada,do lado de Elyon.
-Sim.É bonito.
-Quando acha que sua avó vai conseguir a casa?
-Daqui a um mês…Quer dizer,eu acho…
-Ah,tá.
-O que você quer?
-Hã?
-Quando você começa assim…É porque quer alguma coisa…-disse Elyon,com um sorriso.
-Tá,tá…Admito…Sabe,é nosso primeiro dia aqui em Angola e eu queria…
-O que?-perguntou Elyon,que parecia ansiosa.
-É…
-Sim?
-Convidar você e o Larry para fazer um piquenique na selva…
-Era isso?
-Sim.
-SÓ isso?
-Sim.
-É esquisito…Mas é exótico ^^…Eu aceito…
-^^.
[…]
-Um piquenique no meio da selva?!Que idéia doida foi essa?-disse Blood,andando junto com Dave e Elyon.
-¬¬…Desde que eu e a Elly tiramos você da prisão,você só tem reclamado…Será que não se contenta com nada?
-¬¬…
-Rapazes,parem de brigar,já estamos chegando.-disse Elyon.
-É aqui.-disse Dave,apontando para uma clareira.
Eles se sentaram e começou o piquenique.Passaram-se horas,e o dia estava acabando.Elyon resolveu admirar o pôr do sol,mas um tiro passou de raspão no braço.
-Hã?!Que foi isso?Não acredito que acharam a gente!Eu sabia!A Scotland Yard viria atrás da gente!-disse Elyon.
-Não é a Scotland Yard…É muito pior…Corram!-disse Blood,levantando-se.
Eles começaram a correr,e homens vestidos com roupas pretas e máscaras correram atrás deles, dando vários tiros.Eles correram por um pequeno riacho,mas Dave tropeçou numa pedra e os homens iam pegá-los,mas Elyon bateu neles com um galho e levantou Dave.
-Não temos armas e mais cedo ou mais tarde,eles vão nos pegar,Larry!-disse Elyon,correndo.
-Para aquela floresta!-disse Blood,apontando para uma floresta próxima dali.
Eles entraram na floresta e se separaram.Os homens correram atrás de Blood,mas ele derrubou eles em um penhasco.Elyon também derrubou alguns no penhasco.Ela correu para junto de Blood,mas Dave não aparecia.
-Cadê o Dave?!-perguntou Elyon,preocupada.
-Não sei…
De repente,Dave apareceu.Mas logo em seguida,caiu no penhasco.
-Não!!!-gritou Elyon.
-Dave!-gritou Blood.
Eles correram para a beira do penhasco.Lá embaixo,o corpo de Dave estava totalmente estraçalhado.
-Seu desgraçado!Você não podia morrer agora!Não podia!Justo agora que eu…Grrrrrr!-disse Elyon, chorando e esmurrando o chão.
-Elyon,eu sinto muito.
Elyon se ajoelhou e começou a chorar mais ainda.de repente,alguém apareceu entre as árvores.
-Oi pessoal…Quem morreu?
-Dave!-gritaram Blood e Elyon.
-Ei,o que houve?
-Dave,ora seu…Grrrr!-disse Elyon,dando um tapa em Dave.
-Ai!O que eu fiz?!-perguntou Dave.
-Você acabou de cair num penhasco!E o que está fazendo com as roupas daqueles homens?!-perguntou Elyon.
-Ah!Deve ter sido o homem que estava com minhas roupas que eles jogaram no penhasco ^^…
-¬¬…
-Eles iam me matar,mas aí eu peguei as roupas de um deles e me salvei ^^…
-Bem,de qualquer jeito…Estou feliz por você estar vivo…-disse Elyon,abraçando Dave.
-Erm…Acho melhor voltarmos,não é?-disse Dave,corando.
-Sim.Larry,o que eram aqueles homens?-perguntou Elyon.
-Os homens que mataram o Christopher.


To be continued…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
#*~>Máah<~*#
Membro Vip
Membro Vip


Número de Mensagens : 282
Idade : 21
Localisation : PerebaCity,Axupitangangamaçu
Data de inscrição : 15/07/2007

MensagemAssunto: Re: Blood-A história de um assassino   Sex Abr 25, 2008 3:02 pm

Cap.X-O cassino


12 de novembro de 2007-Luanda,Angola


-Já faz mais de um mês que estamos aqui…E nada!-disse Elyon,andando de um lado para outro.
-Calma,Elyon…O Larry disse que ia resolver isso hoje,não disse?-disse Dave,sentado no sofá.
[…]
-Ok.Obrigada,Raymond.Sabia que mesmo depois de 20 anos,poderia contar com sua amizade.-disse Blood,falando no celular.
-“Certo,Larry.O apartamento é o 112,na cobertura.Tchau,amigo.”
-Tchau,Ray.Pessoal,consegui arranjar um apartamento em Las Vegas.Só faltam as passagens.-disse Blood,entrando na sala.
-Finalmente!Agora tenho que ligar para a vovó.-disse Elyon,discando o número no celular.
-“Alô?”
-Vovó?Sou eu,Elyon.
-“Elyon!Há quanto tempo não ouço sua linda voz!”
-Erm…Eu queria dizer que meu amigo Jerry já arranjou uma casa em Las Vegas…Precisamos apenas das passagens…
-“Posso conseguir as passagens…Que saudades,minha querida…”
-Também estou com saudades,vovó…Obrigada por toda ajuda que está dando…
-“De nada…Tchau,minha querida Elyon…”
-Tchau vovó…
-E aí?-perguntou Dave.
-Vamos pra Las Vegas!
[…]
-Eu juro que se eu vestir essa roupa de CDF mais uma vez…-disse Blood,no avião.
-Fica calado!Você não é nenhuma criancinha pra ficar fazendo birra!-disse Elyon.
-¬¬…
-Pessoal,acalmem-se…Pensem que vamos pra Las Vegas,a cidade dos jogos de sorte,dos cassinos,dos letreiros coloridos e brilhantes,dos…-dizia Dave.
-Tá bom,a gente já sabe!-gritaram Blood e Elyon.
-Tá,só queria quebrar o clima ó.ò…
[…]
O avião pousou.Elyon,Dave e Blood desceram e pegaram um táxi.No começo,parecia uma cidade simples,mas mal entraram,havia letreiros coloridos e brilhantes por todo o lado.Também havia muitos cassinos.
-É…lindo!-disse Elyon,olhando as ruas pela janela do táxi.
-É mesmo.-disse Dave.
-Bom,a rua é logo ali.Prédio Las Vegas Deluxe.-disse Blood.
-Certo.-disse o taxista,parando o carro.
Era um prédio grande e luxuoso.O hall era grande com tudo arrumado delicadamente.Eles subiram pelo elevador e foram para a cobertura.Blood entregou a chave para Elyon.
-Abra.-disse Blood.
Elyon girou a fechadura.Ela abriu a porta.Era um apartamento enorme,com mobílias caras e uma varanda enorme.
-Oh,meu Deus…Isso tudo…É meu?!-perguntou Elyon.
-Com certeza.
-Ah,mas é maravilhoso!Ei…porque tem uma igreja aqui do lado?-perguntou Elyon,que estava na varanda.
-Escolhi esse justamente para o caso de algum casamento…-disse Blood,com um sorriso.
-Erm…Acho que vou no banheiro…-disse Dave.
-Bem…Aonde vamos?Ficamos aqui ou vamos para algum lugar?Você decide,Larry…-disse Elyon, deitada no sofá.
-Vamos ao cassino Royalty.Vista isso.-disse Blood,jogando um belo vestido vermelho,com decote até a cintura e com detalhes dourados para Elyon.
[…]
-Ela está demorando.-disse Dave,andando de um lado para outro na portaria.
-Calma…-disse Blood.
Os dois já estavam esperando Elyon há alguns minutos.De repente,o celular de Dave toca.
-Alô?
-“Dave,sou eu,Elly.”
-Que você tá fazendo ainda?!A gente tá atrasado,sabia?
-“Vou demorar um pouco.Me encontrem no cassino.Estarei na escada.”
-Mas,Elly…
-“Nem mas…Vão pra lá agora.”
-Tá,tá ¬¬…
[…]
Dave e Blood já estavam no cassino.Dave olhava interessado um jogo de cartas.
-Parece ser divertido.-disse Dave,sorrindo.
-Não teria tanta certeza assim…-disse Blood.
-Porque?
-Bem,é muito dinheiro em jogo…E se você perder…Nem que trabalhe durante seis milênios conseguirá metade do que eles querem…
-Quanto eles querem?
-700 milhões.-sussurrou Blood para Dave.
-700 milhõ..-Dave quase gritava,chamando a atenção dos jogadores.
Blood tapou a boca de Dave e o levou para longe dali.
-Você tá doido?!Se eles ouvem a gente tá morto!
-Desculpa,é que eu…-Dave foi interrompido por Blood.
-Simplesmente magnífica!-disse Blood,olhando para as escadas.
Elyon estava nas escadas.Estava usando o vestido vermelho e estava muito bonita.Dave olhou para ela.
-Glup…Você está…Está…-gaguejava Dave.
-O que?-perguntou Elyon.
-Linda…-disse Dave.
-Obrigada.Larry,me responda.Porque nos trouxe para este cassino?Não deveríamos procurar minha mãe?
-Bem,Elyon…Sempre que Christopher vinha para Las Vegas,ele gostava de vir para cá,o cassino Royalty.
-E o que isso tem a ver?
-Muitas das pessoas aqui podem ter informações importantes…
-Hm…
Elyon começou a andar pelo salão.Estava nervosa,ainda com um senhor de mais ou menos 35 anos e uma jovem garota loira olhando para ela com um olhar misterioso…
-Larry…Eu quero ir embora…-sussurrou Elyon.
-Porque?
-Eu não sei porque,mas esse lugar me dá arrepios…
O homem e a mulher loira começaram a se aproximar.Elyon se dirigiu para o outro salão,mas eles continuaram a seguí-la.De repente,as janelas se quebraram e uma chuva de tiros quebrou o silêncio. Homens de preto desceram por várias cordas e começaram a atirar freneticamente.
-O que é isso?!-gritou Elyon.
-Elly!-gritou Dave,correndo para o outro salão.
-Dave!Tira essas pessoas daqui,agora!
-E você e o Blood?
-Nós cuidamos de tudo aqui.Agora vai!
Dave correu,ajudando as pessoas.Blood surgiu com duas afiadas facas na mão.
-O.O…Eu não acredito que você trouxe facas para o cassino!-gritou Elyon.
-Digamos que eu sempre venho preparado.-disse Blood,com um sorriso.
-Bem,não importa…Veja,tem um corredor atrás da escada.Lá podem ter agentes.
-Ok.Vamos!
Eles correram pelo corredor,e havia vários agentes lá.Blood conseguiu matar todos,mas um sobreviveu.
-Hey…Mesmo que matem todo mundo,NUNCA vão sair daqui vivos…-disse o agente,rindo.
-O quê?!Do que está falando,seu filho da mãe?-disse Blood,pegandoo agente pelo colarinho.
-Calma,Larry!O que é que você quer dizer com isso?-perguntou Elyon.
-Hehe…Há bombas por todo o cassino…Faltam poucos minutos para explodir…E mesmo que achassem uma saída,ELE nunca deixaria vocês saírem…
-Ele quem?-perguntou Elyon.
-Aquele que nunca morre…
-Quem é essa pessoa?!
-O…-uma faca perfurou a garganta.
-Não!!-gritou Elyon.
Eles correram até o fim do corredor,mas não havia nada lá.
-O que diabos está haven…-dizia Elyon,quando uma faca passou muito perto da sua cabeça.
Ela se virou,tremendo.Um homem com uma capa preta estava de costas.Eles se virou,um sorriso maligno em seu rosto.Ele usava uma máscara cinza.
-Não é possível…-disse Elyon,quase caindo.
-O quê?-perguntou Blood.
-Se você é o assassino que massacrou o orfanato,então quem é aquele ali?!-perguntou Elyon,apontando para o homem de capa e máscara.
O homem sorriu.Ele tirou duas facas e as girou,indo na direção de Blood e Elyon.Ele estava quase chegando,quando Elyon rasgou um pedaço da cortina e derrubou em cima dele.Ela pegou a mão de Blood e o puxou,correndo.Ela logo viu uma porta que dava para uma escada de emergência e entrou,colocando uma cadeira,barrando-a.
-O que era aquilo?!-perguntou Blood,enquanto subia correndo as escadas.
-Acredite,não vai querer saber…-disse Elyon.
O homem entrou.Havia uma porta batendo.Ele sorriu novamente,indo em direção à porta.
-Vocês podem correr,mas não podem se esconder…
De repente,uns dois andares acima,Elyon e Blood correram e entraram em outra porta.Era um grande corredor com uma escada.Dave surgiu de outro corredor.
-Estava preocupado!!Onde vocês estavam?!
-Não importa!Corre!!-gritou Elyon.
Eles correram.Mas quando chegaram em um corredor,haviam três enormes galões de gás e uma pessoa atirou neles,incendiando o cassino.



To be continued…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
#*~>Máah<~*#
Membro Vip
Membro Vip


Número de Mensagens : 282
Idade : 21
Localisation : PerebaCity,Axupitangangamaçu
Data de inscrição : 15/07/2007

MensagemAssunto: Re: Blood-A história de um assassino   Sab Abr 26, 2008 6:25 pm

Cap.XI-A explosão


12 de novembro de 2007-Las Vegas,EUA


-E essa agora…-resmungou Blood,enquanto o cassino se desfazia em chamas.
-Gente,não é por nada não…Mas aquele cara tá se aproximando…-disse Dave.
-Não tem como sair!O fogo está cercando tudo!-disse Elyon.
-Tem uma maneira…-disse Blood,com um sorriso malicioso.
Blood esperou o mascarado se aproximar.Ele ia dar uma facada,mas Blood lhe deu um soco e o chutou para o fogo.Ele pegou Dave e Elyon pelas mãos e pulou da sacada do andar,caindo próximo à escada.
-Você é doido?!-gritaram Dave e Elyon.
-O que foi?!Preferiam ter as tripas arrancados por um maníaco e depois virar churrasco?!
O assassino levantou-se e se aproximou da sacada.Ele ia pular.Blood,Elyon e Dave correram por vários corredores e entraram na cozinha.Alguém havia aberto as torneiras de gás.
-Não tem como respirar…-disse Elyon,tossindo.Eles viram a linha de fogo se formando no chão,vindo dos corredores.
-Dave,cuide da Elly e fiquem abaixados…
-Mas…E você?
-Eu vou cuidar desse idiota que tá aí fora…-disse Blood,pegando duas facas.
-Ok.
Dave cobriu Elyon com seu terno e se abaixou.Blood se escondeu atrás de uma coluna.O assassino entrou.
-Eu não tenho tempo de brincar de esconde-esconde com vocês…-disse o assassino.
-E não vai ter tempo,porque você vai morrer,seu filho da mãe!-disse Blood.
Antes que o assassino se movesse,Blood lançou uma faca que acertou-lhe o braço e oprendeu na parede.Ele lançou a outra faca,dessa vez atingindo o assassino no estômago.
-Vamos…-disse Blood.
Eles correram.Nas paredes,haviam várias bombas,nas quais faltavam 40 segundos para explodir.
-Não vai dar tempo sair!!-disse Dave.
-Ah vai sim!-disse Blood.
Eles entraram numa pequena escadaria e subiram para o terceiro andar.Haviam três janelas,mas por cada uma só poderia passar uma pessoa.
-Vamos lá…-disse Blood.
Os três se separaram,cada um próximo a uma janela.
-Estão prontos?1…2…3!
Os três pularam,o fogo saindo pelas janelas e o cassino explodindo.Eles caíram na grama molhada e as pessoas do cassino olhavam assustadas.
-Conseguimos!!-disseram.
Blood e Dave se levantaram e foram em direção às pessoas.Elyon ia se levantar,mas entre as árvores do jardim em chamas…Um homem de capa preta e máscara cinza sorria.Elyon olhou assustada.Ele fez um pequeno sinal de silêncio e desapareceu.
-Elly!Vamos!-chamou Dave.
-Estou indo.
Eles se aproximaram do carro de Dave,mas antes que dessem mais um passo,o carro explodiu.
-O.O…Meu…carro!!Meu carrinho!Meu carrinho que eu tinha acabado de comprar!Ah seu desgraçado, seu maldito,se eu pego quem fez isso com meu carro,eu meto uma bala nos miolos!!!-Dave gritava, furioso,enquanto Elyon e Blood riam.Nesse momento,o celular dela tocou.
-Alô?
-“Por mim,você não viveria mais nenhum dia!”-disse uma voz.
-Que-Quem é?!
-“Está tão claro como água…Sou seu maior inimigo…”
-Você é aquele homem de máscara,não é?!-disse Elyon,assustada.
-“Eu?!Hahaha…Ele é só mais um brinquedinho meu…Você não faz nem idéia de quem eu sou,Elyon Grant.E vou fazer de tudo para que sua vida seja a pior possível…”-a ligação caiu.
Elyon derrubou o telefone.Brinquedinho?!Aquele cara que quase os matou e fez aquela chacina no orfanato era só um BRINQUEDINHO?!Com quem estavam lidando?
[…]
Eram 11 da noite.Blood dormia no sofá,com a televisão ligada.Provavelmente ia chover.Dave pegou o guarda-chuva e colocou a chave na porta.Quando ia sair,alguém o interrompeu.
-Aonde você vai,Dave?
-Até o parque aqui perto.
-Posso ir com você?Só vou colocar meu casaco…
-Claro,Elly.-disse Dave,com um sorriso.
Elyon e Dave saíram andando e chegaram ao parque.Lá,eles ficaram andando pela relva.
-Eu sinto muito pelo seu carro,Dave…
-Que nada…Depois eu compro outro.
-Mas era novo…
-Deixa pra lá…O importante é que saímos vivos daquele cassino.
-É…Ultimamente temos tido muita sorte…
-Sim.
-Nossa...Nem dá pra acreditar…Eu só queria saber onde estavam meus pais…E agora,eu libertei o assassino mais perigoso da Inglaterra e agora tem um bando de malucos atrás de mim!!
-Sabe…Eu estou feliz…É difícil…Até o mês passado eu era apenas um psiquiatra…Agora,sou um procurado na Inglaterra e que quase é morto…Mas enfim…Essa vida é incrível…Eu estou vivendo aventuras que nenhuma pessoa comum viveria…Descobri um amigo verdadeiro,no caso,o Blood…E…
-E?
-Nada não.
-Ok.
-Mesmo assim,eu ainda sinto falta do meu escritório,da vida tranquila…Sabe,ficar fugindo direto às vezes não é muito agradável…
Dave continuou andando,mas Elyon ficou parada.Ele olhou para trás.Ela estava com a cabeça abaixada,chorando.
-Elyon,o que houve?
-Eu…Eu…
-O quê?
-Eu estraguei a sua vida e a do Blood não é…
-Não,claro que não!
-Sim…Vocês tinham uma vida tranquila…Eu estou sendo perseguida e colocando vocês em risco…Isso não é viver…
-Na verdade…É sim…
-Hã?
-Sabe,desde que começamos a ter estas aventuras…Eu estou me sentindo vivo…E o Blood… Bem,você tem que ver o dia em que não acontece nada…Ele fica zanzando pela casa,sem ter oque fazer…
-Obrigada Dave…
-Agora pare de chorar…-disse Dave,enxugando as lágrimas de Elyon.
Eles se olharam profundamente.Elyon desviou o olhar e continuou a andar,mas Dave a puxou e a beijou.Elyon se afastou.
-Elly,eu juro,não sei o que deu em mim,eu acho que…
-Cala a boca…-disse Elyon,puxando Dave e lhe dando um beijo.Nesse momento começou a chover.
Ficaram se beijando por um longo tempo.Elyon se afastou e foi na direção do apartamento.Ela entrou e jogou-se em sua cama,com um sorriso no rosto.


To be continued…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
#*~>Máah<~*#
Membro Vip
Membro Vip


Número de Mensagens : 282
Idade : 21
Localisation : PerebaCity,Axupitangangamaçu
Data de inscrição : 15/07/2007

MensagemAssunto: Re: Blood-A história de um assassino   Dom Maio 18, 2008 3:28 pm

Cap.XII-Confronto


13 de novembro de 2007-Las Vegas,EUA


-Bom dia,Dave…-disse Blood,saindo da sala.
-Bom dia.
-Onde está a Elyon?
-Está dormindo.Ontem ela ficou muito preocupada com aquilo tudo e…
-E com o beijo entre vocês,não foi?
-Erm…Bem…
-Não tente me enganar.Isso está na cara.
-Tudo bem.Mas não brigue com ela…
-E quem disse que eu vou brigar?Estou muito feliz…-disse Blood,com um sorriso.
-Sério?Que bom!
-Ótimo…-Blood sorriu.-Mas nós todos ficamos aflitos…E você também,já que a beijou,deveria estar no mesmo estado que ela…
-O que está querendo dizer?
-Estou dizendo,Dave…Que a Elly anda muito estranha desde que saímos do cassino,na noite passada…
-Olhando deste modo,é verdade…Eu não quero que nada de mal aconteça a ela.
-Nem eu.Elyon é como a filha que eu nunca tive e nunca vou ter…Bem,quando ela acordar,diga a ela que fui visitar um antigo amigo.
-Quer que eu te leve?
-Não,fique aqui.Elly pode precisar de você…
-Mas…
-Acredite,Dave…Eu não preciso de um segurança,sei me defender…-disse Blood,saindo.
[…]
Blood chegou na estação de metrô.
-32456…-disse ele,olhando a pequena ficha,enquanto o trem se aproximava.Ele entrou.
[…]
-Bom dia,Dave.-disse Elyon,se levantando.
-Bom dia,Elyon.
Elyon estranhou.Era a primeira vez desde a sua visita no consultório que ele não a chamava pelo apelido.
-Está bravo comigo?
-Não,porquê?
-Por nada.-Elyon andou até o sofá.-Onde está o Larry?
-Foi visitar um amigo.
-Ué…Porque ele não foi com você?
-Disse que você podia precisar de mim.
-Sei…-disse Elyon,se tocando da atitude de Blood.Ela ligou a TV.
-“E neste momento,estamos numa estação de metrô em Las Vegas,na qual um dos vigilantes afirma ter visto o famoso assassino que massacrou o orfanato Midside,em Liverpool,na Inglaterra,e responsável pela morte de algumas pessoas ontem no cassino Royalty.Voltamos com mais informações…”
Elyon sentiu um calafrio.Dave derrubou um copo no chão.Ela o puxou para o elevador.
[…]
Blood estava no metrô.Fazia 15 minutos que ele estava lá e era uma tranquilidade.O vagão em que estava era vazio.Estava tudo bem,mas as luzes começaram a falhar e o trem parou deuma vez,fazendo Blood cair no chão.Segundos depois,as luzes ligaram e o trem voltou a andar.Ele se levantou.Por uma pequena fresta debaixo da porta do outro vagão,se formava uma poça de sangue.Blood se aproximou.Na hora em que chegava perto da porta,um pequeno vidro se encheu se sangue e gritos foram ouvidos.Blood correu para o outro vagão.As luzes se apagaram e não havia nada lá,além de vários corpos mutilados.Havia cabeças e membros em toda parte,mas nenhum sinal do causador daquele tumulto.
-Estava esperando por você…-sussurrou uma voz atrás de Blood.
[…]
-Ai meu Deus…Se acontecer alguma coisa com Larry…-Elyon estava apreensiva.
-Elyon,calma…
-Calma?Calma?!Larry está na estação com um maníaco e você quer que eu fique calma?!
-E você pensa que eu também não estou preocupado?!Eu também sou amigo dele,sabia?!
-Desculpe…
-Ok,sei que você se preocupa com ele…
-Eu…Eu também…Também me preocupo com você…
Dave olhou para ela e sorriu.
[…]
-Estava esperando por você…
-Você…-Blood sorriu.
-Estava querendo lutar com você há muito tempo.
-Não sabe como eu desejava isso também…
-Você deve ser um fracote para ficar se escondendo atrás de dois moleques.
-Eu?Eles só se metem porque querem…
-Mentiras podem causar graves consequências…
-Vamos ver se é mentira ou não…
-Você vai morrer antes de dizer mais uma palavra.
O assassino ia acertar Blood,mas ele desviou e pegou uma das facas que o outro segurava.
-Ora,ora…Você não é tão ruim assim.
-Posso ser até melhor do que você…-disse Blood,tentando acertar o assassino.
O homem bloqueou o golpe.Eles ficaram tentando se acertar,mas sempre as lâminas de suas facas se encontravam.Eles acertaram a mão um do outro e largaram as facas.Começou um combate corporal. Os dois tentavam acertar o outro com socos e chutes,mas não conseguiam.Blood conseguiu dar um chute e derrubou o assassino no chão.Ele o pegou e começou a socá-lo.Depois,o derrubou no chão.
-Você não é tão forte assim…
-Aí é que você se engana…-disse o assassino,derrubando Blood no chão e pegando a faca.
Blood tentou fugir,mas o assassino segurou seu casaco com o pé.
-É o seu fim,Larry Blood.
-Com certeza não!-disse Blood,enfiando uma faca no estômago do outro e o jogando do trem.
Ele se levantou e limpou a sujeira,logo depois atirando a faca.O trem parou de uma vez,fazendo ele cair mais uma vez.Do lado de fora,haviam vários repórteres.
-Senhor,o que aconteceu?Quantas pessoas morreram?Como sobreviveu?-os repórteres perguntavam.
-Me deixem em paz…
-Larry!-Elyon o abraçou.
-Você está bem?-perguntou Dave.
-Está machucado?-Elyon perguntava.
-Gente,eu não sou um bebê ¬¬…
-Desculpa ^^’.
Larry se afastou.O celular tocou.
-Alô?
-“É melhor ir aproveitando sua vida,Larry Blood,pois você não a terá em breve…”
-Quem é?
-“Alguém que vai fazer de tudo para ver você morto…”



To be continued…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
#*~>Máah<~*#
Membro Vip
Membro Vip


Número de Mensagens : 282
Idade : 21
Localisation : PerebaCity,Axupitangangamaçu
Data de inscrição : 15/07/2007

MensagemAssunto: Re: Blood-A história de um assassino   Qui Maio 22, 2008 3:25 pm

Cap.XIII-A garota


10 de outubro-Las Vegas,EUA


-Oh!Me desculpe,moça!-disse Dave,enquanto derrubava seu café numa garota.
-Não foi nada.-a garota sorriu.-Eu é que lhe devo outro café.
-Que nada.-disse Dave,enquanto olhava a moça.
Era alta,loira,com olhos castanhos.Era bonita,mas…
-Nada que se compare à Elly.-pensou Dave.
-Vamos…Tem uma cafeteria aqui perto.
-Não precisa.
-Precisa sim.E eu vou te pagar outro café.
Eles sentaram e tomaram um café.Ficaram conversando.
-Hahaha…Tem razão.-disse a garota.
-Qual o seu nome?
-Fleur Blacklock.
-Hm…
-E o seu?
-Dave Cook.
-É um belo nome.
-Obrigada.E então Fleur,no que você trabalha?
-Sou enfermeira.-disse Fleur,com um sorriso.-E você?
-Sou psiquiatra.
-Hm…
-Na verdade,eu trabalho em Liverpool.Mas estou aqui com uma…amiga.
-Amiga?Não seria sua namorada?-Fleur brincou.Dave corou.
-Bem,acho que prefiro amiga.
-Hahaha.Ok.
Eles ficaram em silêncio.
-Desculpe,David.
-É Dave.
-Oh,sou péssima de memória.Dave,Dave,Dave…-ela ficou dizendo para si mesma.
Dave tomou mais um gole de café.Ele notou uma pasta com um símbolo na bolsa de Fleur.
-O que é isso?-Dave estava tirando a pasta.
-Não mexa nisso!-Fleur afastou a mão de Dave bruscamente.-Oh,me desculpe,Dave,eu…
-Não,não.Eu não tinha o direito de mexer na sua privacidade.
-Não é isso…E-Eu só me sinto mal,só isso…
-Mal?Não acha melhor ir para casa?
-Não é mal de saúde…É porque eu me lembrei dela…
-Dela?
-Sim…Ela era minha melhor amiga…Nós morávamos em um orfanato em Liverpool…A Marcie.
-Marcie?
-Era o apelido dela.Na verdade,ela se chamava Marcella Outt.
-Hm…-Dave se lembrou que Blood havia sido acusado como assassino daquela menina.
-Se não fosse por aquela Grant…A Marcie ainda estaria aqui…-Fleur dizia,com ódio no olhar.
-Grant?
-Sim,Elyon Grant.Uma garota teimosa,vivia tentando fugir.Implicava com a Marcella.
-Hm…-Dave sorriu,se lembrando de Elyon.
-O que foi?
-Oh,nada.É que essa Elyon me lembra minha amiga.Ela é teimosa.Continue.
-Bem…No orfanato,ninguém gostava da Elyon.Os funcionários batiam nela.Os meninos e meninas a xingavam.Ela era um estorvo.
-E ela ainda consegue sorrir depois de passar por tanta coisa…Elyon…-pensava Dave.
-Marcella era popular no orfanato.Mesmo assim,eu tenho de admitir…A Elyon era bem mais bonita que ela…Também era filha de uma bela mulher,Sofia Grant…Pelo menos foi o que eu ouvi falar…
-Interessante…
-Tudo aconteceu na noite do baile de primavera…Estávamos belíssimas,especialmente a Marcie…Ia ter a escolha do rei e da rainha…A Marcella tinha certeza que ia ganhar…Mas quem ganhou foi a Elyon.
-Ela devia ser muito bonita.-Dave sorriu,mesmo sabendo como era Elyon.
-Sim.Ela estava subindo no palco…Mas aí aquele homem apareceu e…E…-Fleur colocava as mãos na cabeça,como se fosse se defender.
-Se acalme.
-Ok.-ela respirou e continuou.-Ele quebrou a cabeça da diretora do orfanato…E foi matando todos…Eu e Todd Domell,o rei do baile,fugimos por uma janela.Antes eu vi a Marcella e a Elyon correndo,e aquele homem atrás delas.
-Hm…
-Semanas depois eu procurei a Marcella,porque disseram que ela havia sobrevivido.Mas não era ela…E sim a Elyon.
-E o que aconteceu?
-Ela foi para um hospital psiquiátrico em Paris.Depois disso,não soube mais dela.
-Hm,ok.Oh,olha a hora.Minha amiga vai me matar…
-Eu te levo.-Fleur sorriu.
[…]
-É aqui.-disse Dave.
-Uau!Que prédio,hein?
-É…
-Obrigada pela companhia.
-De nada.-Dave ia sair do carro,quando foi segurado por Fleur.
-Eu gostaria de te ver de novo…
-Hã?
-Eu pensei…Em sairmos pra jantar…Qualquer dia…
-Oo’…Bem,eu…
-Você tem alguma coisa contra?
-Não…É que…Erm…
-Vou te dar meu telefone e endereço…
-Ok.
Fleur pegouuma caderneta e anotou.Ela destacou a folha e a entregou para Dave.
-Obrigada.
-De nada.-Dave ia sair do carro,mas Fleur o puxou e lhe deu um selinho.
-Nos vemos por aí.-ela disse,saindo.
Dave entrou,sem saber direito porque ela havia lhe dado aquele selinho.Ele entrou no elevador e deu um suspiro.Elyon sofreu desde sua infância.Ela não merecia…
Ele abriu o apartamento e Elyon voou no seu pescoço,lhe dando um abraço e o enchendo de perguntas.
-Onde você estava?Estava te procurando!O Blood saiu e você sabe que não gosto de ficar sozinha nesse apartamento enorme…-ela sorriu.
-Elyon,eu só quero que saiba de uma coisa…
-O quê?-ela disse,com um sorriso maroto.
-Eu te amo e nunca vou te deixar sozinha…-disse ele,beijando-a.Ela deu um grande sorriso.
[…]
O celular de Fleur tocou.
-Alô?
-“E aí?Conseguiu fiscar o Cook?”
-Mais ou menos.Ele cai de quatro pela Elyon Grant…Isso se nota de longe…Mas não se preocupe,eu resolvo isso…-Fleur disse,sorrindo maliciosamente.
-“Ótimo.Quanto mais perto estivermos do Dave,mais perto estaremos de Elyon Grant e Larry Blood…”


To be continued…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Blood-A história de um assassino   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Blood-A história de um assassino
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Uma história interessante
» [PEDIDO] Mangas Melty Blood, Melty Blood 2, Melty Blood X
» Melty Blood AA CC 1.07 Chega Aos Arcades Japoneses!
» [Internacional] Acidente com histórica aeronave P-40M durante voo de teste nos EUA
» Crônicas de Melty Blood

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Games Fox :: Games Fox :: Sua História-
Ir para: